Pages

Friday, November 14, 2008

A minha infância


Quem não se recorda dos Smurfs? Fizeram a delicia da minha infância. Acho que até hoje foi a única série telivisiva que me marcou realmente. Lembrei me hoje deles a propósito de um questionário que o meu amigo Daniel me enviou e em que uma das perguntas era qual a série animada que via quando criança.
Tenho pena realmente que as crianças de hoje em dia não tenham o contacto com estes bonequinhos tão queridos, que nos faziam companhia diariamente. Ao recordar me deles, surgiu uma pequena nostalgia e hoje senti me um bocado velha. Não no sentido literal da palavra, mas velha por verificar que as emoções que nos eram incutidas quando crianças agora não as vemos nas crianças de hoje em dia.
As crianças de hoje não sabem ser crianças. Eu recordo me do tempo maravilhoso que passei a descobrir coisas, a brincar até á exaustão, a explorar a minha criatividade ao limite. Eu ria, cantava, dançava, brincava, desenhava, pintava, corria, abraçava.... e como era feliz... saudades desse tempo maravilhoso. E tenho pena que nossos meninos hoje não deiam valor a essas coisas, não é culpa deles não, é culpa desta sociedade que vivemos que os torna escravos de tudo o que é material. Meus pais sempre nos deram tudo com peso e medida, nunca tive nada simplesmente por ter, tinha que o merecer, talvez por isso até hoje dou valor a tudo o que tenho e que consigo por mérito próprio. Gostaria um dia de passar estes mesmos valores aos meus filhos, gostaria que eles entendessem que a vida é muito para além do material e não há nada no mundo melhor do que vivermos tendo como base os nossos sentimentos, pois é isso que no final nos acompanha a vida toda e nos torna no que somos... bela

1 comment:

acqua said...

Eu assisti os smurfs, adorava o Papai Smurf. Era divertido, um tempo gostoso, onde a televisão era algo a completar as horas vagas, depois das brincadeiras muitas, dos livros e tudo mais... Hoje as crianças passam horas diante da televisão, do computador. Um horror...
Mas quem sabe um dia isso muda, afinal, a vida é um ciclo que sempre volta ao que um dia foi...
Abraços meus