Pages

Friday, May 22, 2009

Criança Desconhecida

Criança desconhecida e suja brincando à minha porta,
Não te pergunto se me trazes um recado dos símbolos.
Acho-te graça por nunca te ter visto antes,
E naturalmente se pudesses estar limpa eras outra criança,
Nem aqui vinhas.
Brinca na poeira, brinca!
Aprecio a tua presença só com os olhos.
Vale mais a pena ver uma cousa sempre pela primeira vez que conhecê-la,
Porque conhecer é como nunca ter visto pela primeira vez,
E nunca ter visto pela primeira vez é só ter ouvido contar.
O modo como esta criança está suja é diferente do modo como as outras
estão sujas.
Brinca! pegando numa pedra que te cabe na mão,
Sabes que te cabe na mão.
Qual é a filosofia que chega a uma certeza maior?
Nenhuma, e nenhuma pode vir brincar nunca à minha porta.

Criança deveria poder brincar solta. Criança deveria poder se sujar. Criança que não rebola na relva, suja mãos e joelhos, não pode ser uma criança feliz. Tentamos proteger nossas crianças dos males deste mundo mas muitas vezes nos esquecemos que fomos crianças também. Quem não se lembra de brincar com seus amiguinhos na rua? Brincar de esconde esconde , saltar á corda, correr, rir, rebolar... nada mais saudável que isso. Nossa sociedade está a transformar as crianças em mini adultos que vivem enfiados em casa, perdendo o contacto com outras crianças, perdendo o contacto com o mundo.
"O modo como esta criança está suja é diferente do modo como as outras estão sujas." É diferente porque esta criança sente prazer em brincar, provavelmente imagino-a como uma criança ou não tem qualquer brinquedo, ou certamente não terá brinquedos caros. O facto de se sujar ao brincar faz me imaginar um cenário de alegria que ela sentirá por ser livre, é feliz porque brinca, dá asas á sua imaginação. Qualquer objecto por mais insignificante lhe parecerá objecto de sonhos, brincadeiras, lutas e conquistas imaginárias.... cenários imaginados por ela, onde não é marginalizada, onde simplesmente a deixam ser o que ela quer ser... SER FELIZ!!!!!! Bela

3 comments:

Moni said...

acho q as crianças de alguns anos atras sabiam o q realmente era ser criança! beijos

Blog do Óbvio said...

Muito bem posta essa maravilha que você escreveu. Infelizmente estamos criando "robôs" que por não conseguirem soltar suas energias crescem já crianças nervosas e ansiosas. Vamos chegar num ponto que elas se mantém tão limpinhas que perderão até os anticorpos. Tudo isso fazemos por comodidade. E... vamos envelhecendo mais cedo. Vamos modificando a criança que existe em nós mesmos. Isso só vai mudar se tomarmos uma atitude, conosco mesmo, de começar a LIBERTÁ-LAS hoje mesmo.
Beijinhos pueris. Manoel Eduardo - Brasil.

.: Phoenix :. said...

As crianças de outrora sabia se divertir muito mais.
Beijocas