Pages

Monday, May 4, 2009

Gota d'água

Sinopse:
Gota d'água

Em 1975, Chico escreveu com Paulo Pontes a peça Gota d'Água, a partir de um projeto de Oduvaldo Viana Filho, que já havia feito uma adaptação de Medéia, de Eurípedes, para a televisão. A tragédia urbana, em forma de poema com mais de quatro mil versos, tem como pano de fundo as agruras sofridas pelos moradores de um conjunto habitacional, a Vila do Meio-dia, e, no centro, a relação entre Joana e Jasão, um compositor popular cooptado pelo poderoso empresário Creonte. Jasão termina por largar Joana e os dois filhos para casar-se com Alma, a filha do empresário. A primeira montagem teve Bibi Ferreira no papel de Joana e a direção de Gianni Ratto. O saudoso Luiz Linhares foi um dos atores daquela primeira montagem.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Chico_Buarque


"Tal como prometido no post anterior aqui estou para vos falar deste Muscial que fui ver na sexta feira. Aconselho vivamente a quem gostar de passar umas boas horas absorvido de tal forma que não dá pelo tempo passar. Tudo é magnífico desde a banda sonora, os cenários, os actores.... mas o que realmente toca bem lá no fundo é a interpretação da actriz Isabella Bicalho no papel de Joana a esposa traída. Essencialmente o enredo divide-se em duas partes, a primeira mais cómica com passagens engraçadas nas quais temos que ceder inevitavelmente á gargalhada, a segunda parte já é um pouco mais dramática pois tem como enredo principal a vingança de Joana. A todos voçês que tenham oportunidade aconselho mesmo a verem. Vale bem o preço dos bilhetes, se bem que em Guimarães foi dos sitios mais acessíveis a nível de bilhetes que vi. Mas como a cultura não tem preço, acreditem que vale cada cêntimo que se paga. A quem foi ver ou vai ver depois digam me o que acharam.... Bela"


P.S. Este foi o meu presente de Dia da Mãe para a minha mamã... preferi dar lhe algo que eu sabia que ela ia amar. E adorou!!!!!!


E agora um pequeno video da peça:


1 comment:

armando s. sousa said...

Fiquei com pena de não ter ido ver este musical mas não há dinheiro que aguente.
No dia anterior tinha ido ver ao Centro Cultural Vila-Flôr em Guimarães, a peça "A Febre", um excelente monólogo de João Reis, a partir da tradução de Jacinto Lucas Pires da obra Wallace Shawn.
Excelente.