Pages

Tuesday, May 26, 2009

Pela Alexandra....


Apenas porque não consigo ficar indiferente.
Apenas porque não posso fingir que não vejo o sofrimento atroz que estão a provocar a esta criança.
Apenas porque nos é permitido cuidar de alguém, entregarmo-nos completamente a uma criança para depois esta ser retirada e ser devolvida a uma vida que ela não escolheu?
Apenas porque sinto um aperto no peito quando penso no sofrimento desta menina (e de tantos outros)
Apenas porque não podemos ficar de braços cruzados...
Apenas porque se trata de uma vida humana.
Apenas.... e não será o suficiente?

Bela

http://xaninhanossa.blogspot.com/

http://www.peticao.com.pt/alexandra

Passem a divulgar, se todos ajudarmos um pouco pode ser que o destino desta criança seja diferente. Ninguém merece uma mãe como aquelas....

6 comments:

S . said...

Também me sinto assim :/
o quão cruel e ingrato o ser humano pode ser... temo o já presente e futuro desta menina (e de tantas outras crianças em situações semelhante). E esvai-se assim a inocência de uma criança. Está ainda na altura de querer perguntar os 'porquês' e não de ter que entendê-los à força... - nem eu mesma consigo.
Enfim :/

Everton Domingues said...

Sempre acreditei, Bela, q se cada um fizesse sua parte o mundo seria muito melhor. E me refiro não somente as obrigações sociais... mas a voluntariedade, em especial...
Gostei do seu espaço e já me torneio seu seguirdor...
Sou tb um apaixonado pelo oq faço, com muito amor e perseverança...
Bj e luz

Everton
www.beijingolimpica.blogspot.com,
www.londresolmpica.blogspot.com e
www.vancouverolimpica.blogspot.com

Naja said...

só espero que aquele juiz não durma mais um segundo na vida dele!
só isso...
Conheço a história de perto, mais de perto que o que poderia alguma vez pensar... é uma m*rda este nosso país.

Beijinhos

Moni said...

é meu bem, é triste pensar q as coisas chegaram nesse ponto viu! beijoss

Blog do Óbvio said...

Sem comentários. É muito triste. Manoel Eduardo. - Brasil.

António said...

A língua portuguesa é a minha Pátria.

Alexandra nasceu em Portugal e só fala português.

Envia-la para a Russia foi um acto de xenofobia.