Pages

Monday, July 27, 2009

Ser forte ou talvez não....

"Considero me uma pessoa forte. Já enfrentei situações nesta vida que nunca julguei possível pelo menos tão cedo. Costumo enfrentar as coisas de frente, com coragem e determinação. No entanto há situações em que sou muito mas muito medrosa. Vermos pessoas que fazem parte da minha vida sofrer, passar por situações de doença, problemas que não consigo ajudar fazem me sentir triste, impotente. Lido melhor com a minha dor, do que com a dor dos outros. A minha dor é minha, só eu a sinto. Cabe me a mim decidir se a quero exteriorizar ou não, a maior parte das vezes não o faço, guardo mesmo para mim, até acumular e explodir no momento mais impensável. Sou assim mesmo, de ir acumulando tristezas, decepções, medos, até ao dia que não cabe mais dentro de mim, sendo assim obrigada a expulsar tudo de dentro de mim. Há situações como hoje, ver meu tio recém operado a uma doença cancerigena deixar me completamente de rastos. As semelhanças fisicas entre este meu tio e meu pai são imensas. Olho para ele e só vejo meu pai. Tive que me tentar controlar, engolir as lágrimas que teimavam em brotar para que ninguém percebesse o turbilhão de emoções que iam cá dentro. Doeu me vê-lo nessa situação. Mas doeu me ainda mais por me sentir impotente, pequena. Quando voltava para casa chorei, chorei por mim, pelo meu tio, pela familia dele, pelo meu Pai que já não se encontra entre nós, chorei pelo acumular de tensão, chorei pelas coisas realizadas, chorei pelas que não se realizaram. Simplesmente chorei. E senti me melhor. Senti me mais aliviada. Por vezes temos mesmo que arrancar de dentro de nós estes pensamentos que nos consomem, que nos fazem apenas mal. E esperar que a esperança na vida, na superação dos obstáculos nos faça ter coragem para enfrentar o que ainda está para vir. Bela"

6 comments:

Anne said...

pois é, às vezes só nos resta mesmo sermos positivas. porque não nos resta outra opção. não há nada que possamos fazer para além de estarmos ao lado dos nossos nestes momentos difíceis, dando-lhes carinho e o devido valor...
beijinhos, melhoras para o teu tio. e coragem...

Poetic GIRL - BELA said...

Obrigada Anne, já me sinto bem melhor. Tenho mesmo que tirar estes pesos de cima de mim, senão não dá... é bom a gente desabafar... beijos

Sílvia said...

Eu também tenho o hábito de guardar tudo pra mim, até ao momento em que rebento completamente e normalmente choro até me sentir melhor... E o estranho é que depois disso me sinto muito mais leve...E começo a pensar mais positivo, porque é o melhor que temos a fazer...

bjo****

Poetic GIRL - BELA said...

Sabes Silvia mas é mau sermos assim, pelo menos eu acho, sofremos mais e por mais tempo... ás vezes era melhor sofrer-se tudo de uma vez... beijokas

Brown Eyes said...

O que não me agrada nesta vida são mesmo as coisas que não posso dominar, como a morte, mas...Há que viver e o melhor possível. Há pessoas que têm uma vida um pouco triste pois ficam sem os entes queridos muito cedo. Espero que todas as pessoas que sofrem muito neste mundo tenham a recompensa no outro. Força Bela. BJS

Moni said...

ta tudo bem, sei q foi vc q escreveu, mas eu assino onde?? heheh tbm sou assim! bjks