Pages

Wednesday, August 19, 2009

Gostava de te entender

"Gostava de te entender. A sério que gostava. És assim com toda a gente ou apenas comigo? Apareces quando menos espero, vens silencioso, forças um sorriso, palavras engraçadas, tentas fazer com que me esqueça o tempo que estiveste ausente sem estares ausente... ficas ausente apenas para mim porque eu sei que estás desse lado, ignoras-me... ignoras até ao momento que vens com teu ar de menino atrevido perguntar se está tudo bem, como se ainda ontem tivessemos conversado. Sinceramente queria entender estas tuas ausências, já tentei e não consigo. Dizes que não entendes minhas recusas. Como poderia não recusar? As tuas atitudes não me inspiram confiança, fico sempre com a sensação que não devo confiar. Chama-lhe instinto, chama-lhe o que quiseres. Eu simplesmente não consigo confiar em quem consegue estar completamente "mudo" durante um tempo considerável e de um dia de repente se lembra de mim. Tenho pena, mas eu não tenho vocação para ser a alternativa quando as outras não estarão disponíveis. Desculpa, mas é o que as tuas atitudes me fazem suspeitar. Enquanto que não aprenderes a conquistar minha confiança continuarei a recusar, simplesmente porque algo dentro de mim me diz para agir assim. Será certo? Será errado? O tempo o dirá. Bela"

2 comments:

Caluda said...

Como te compreendo!
Se há algo de ti que te diz para agir assim... é porque estás a agir bem :).

Gotinha said...

Continua assim, a seguir a tua intuição... Não há melhor amiga do que ela, acredita!! ;)

Obrigada pelas visitas! Gosto do teu cantinho!!