Pages

Sunday, September 20, 2009

My Sister's Keeper (Para a minha irmã)



"Uma lição de vida é simplesmente o que me ocorre para descrever este filme. De uma sensibilidade, de uma ternura extrema desde o primeiro ao último minuto. Por várias vezes tive que enxugar as minhas lágrimas que teimavam em brotar. Nunca vi uma sala de cinema tão silenciosa, tão absorvida num tema que nos toca a todos. O que fariamos qualquer um de nós se a vida do nosso irmão dependendesse de nós? E se esse mesmo irmão nos tivesse pedido algo que não lhe podemos negar? Mesmo que esse algo destruísse nossa familia? Seríamos capazes de recusar um último pedido ao nosso irmão? É um filme forte. que ninguém vá vê-lo de ânimo leve, tem cenas duras, reais. Certamente não o recomendo para pessoas mais sensíveis, pois por várias vezes o nó que sentimos na garganta se desfaz e as lágrimas essas escorrem livremente por nossas faces, pois qualquer um de nós se imagina num daqueles papeis, qualquer um de nós questiona a efemerirade da vida. "

5 comments:

S* said...

Eu tive um ataque de nervos e desatei à gargalhada quando a menina morreu. À gargalhada mesmo... tão estupida. Foi mesmo embaraçoso...

Laetitia said...

Quero tanto vê-lo!!

Poetic GIRL - BELA said...

Querida S, pois este filme mexe mesmo com os nossos sentimentos. Acredita que teve partes que se eu estivesse sózinha em casa, no meu sofá não teria aguentado. Mas são filmes destes que nos marcam, que mexem conosco e nos fazem ver o quanto ás vezes desperdiçamos nossa vida com infantilidades e futilidades... bjs

Querida Laetitia, vai ver a sério aconselho. Os actores são excelentes, Cameron Diaz está no seu melhor no papel da mãe... bjs

Anonymous said...

Ola Bela, foi ver este filme na quinta feira ao Avalaxia. Achei o filme magnifico. Concordo contigo quando dizes que é uma lição de vida, no sentido em que devemos respeitar a vontade dos outros e que muitas vezes temos as melhores intensões em relação aos outros mas se outro acha que a nossa ajuda não é necessária devemos respeitar. Achei mágico o momento da praia, a felicidade daquela criança por fazer algo que era diferente do dia à dia e de se poder afastar do ambiente doentio do hospital. Achei extremamente emocionate a parte em que a menina doente revela á mãe que estava na hora de partir. Não podemos esquecer que aquela mãe deixou o emprego, fez tudo para dar uma vida melhor à filha. Aquela mãe gostava tanto dela que não foi percebendo os sinais de descontentamento da filha mais nova e os desejos da filha doente de que não gostaria de continuar a viver assim.
Volta a dizer que gostei bastante do filme e que nos toca directamente no coração.

Beijinhos

Pedro Ferreira

Poetic GIRL - BELA said...

Pedro é certamente um filme que não esquecerei... beijos