Pages

Thursday, September 24, 2009

Objectivos precisam-se


 


"As pessoas que me conhecem sabem que sou uma pessoa objectiva, que sabe muito bem o quer quer. Quer seja no âmbito pessoal, profissional, ou social. Sou uma pessoa de "ir á luta" e em toda a minha vida não me arrependo de ser assim, pois não há nada pior que nos arrependermos de não termos lutado que por aquilo que queríamos. Já ouvi muitos nãos. Já me dei mal em muitas situações, mas em todas elas retirei algo que me veio tornar uma pessoa melhor. Estimo os sentimentos das pessoas que me são próximas, tanto ou mais que estimo os meus.... mas sou uma pessoa que precisa de objectivos na vida, preciso de ter algo que lutar, não gosto de andar por aqui simplesmente por andar. Em todas as minhas vivências sempre me envolvi em coisas, tanto a nível pessoal, como a outros níveis Mesmo nos meus piores dias, há sempre uma força dentro de mim que me motiva. Mesmo nas alturas mais tristes, há sempre algo a que me agarro para não me deixar afogar nas minhas mágoas. Não tenho tido uma vida fácil, não tenho não, mas acho que não a trocaria por nada deste mundo. Porque esta sou eu, eu sou feita destes altos e baixos, destas conquistas que tenho, destas lágrimas que já escorreram, destes sorrisos.,Não gosto de desistir, só desisto mesmo, quando me deparo com situações que não sou eu a controlar,  quando dependem inteiramente de terceiros e não apenas de mim. Para me sentir plena, para me sentir em paz comigo mesma, preciso de ter um objectivo traçado, preciso de me sentir capaz de o contornar, preciso de sentir que farei tudo ao meu alcance para o concretizar. É assim que me sinto hoje, com garra, com vontade de lutar. Para trás deixo uma fase menos boa, de alguma hesitação, de alguma dúvida nas minhas capacidades. Mas as dificuldades existem para isso mesmo, para serem superadas, e eu irei superar as minhas. Sinto me confiante, sentimento esse que hoje e agora me faz sentir bem, em paz comigo mesma.... Bela"

4 comments:

Carla said...

Todas estas palavras fazem imenso sentido para mim, nesta altura da minha vida. Quero muito o que tenho e pelo qual estou a passar neste momento, mas ao mesmo tempo quero voltar à minha casa, vida e rotina que tinha antes. Não sou também uma pessoa de desistir, porque acho que é uma parte de nós que não existe apenas fazemos com que exista; só fazemos de nós fracos se quisermos. Agarro-me então a todos os que estão a torcer por mim, e porque daqui a uns tempos vou estar feliz por ter feito isto e por ter conseguido mais esta conquista. =)

Beijinhos*

Poetic GIRL - BELA said...

Sabes Carla o tipo de experiência que estás a viver agora é fantástica... pode te custar, mas no futuro quando olhares para trás vais ver que fizeste o que era certo, na altura certa. Eu nem sempre fiz isso, adiei muita coisa, mas fiz outras. Mas nunca ´é tarde não é? bj

Cor do Sol said...

Eu também sou assim, mas deixei algumas coisas por resolver e às vezes nem me importava de trocar por uma vida mais fácil. No entanto, tenho a consciência de ser uma sortuda e de não me deixar afundar. Para a frente é caminho ;)

b.vilão said...

Talvez um dia... Prefiro ir flutuando ao sabor da ventania.