Pages

Friday, October 23, 2009

Ser adulto


"Ser adulto cansa. Quando era mais nova sempre desejei ser adulta, pensando eu que com a chegada da maioridade as coisas acabariam por ser como eu queria. Estava tão enganada. Quis crescer depressa demais, quis amadurecer depressa demais e agora desejava que não tivesse tido essa pressa. Que me trouxe o ser adulto de novo? Nada. Neste momento não tenho certezas de nada, para onde quer que me volte é um constante de viver com preocupações, de responsabilidades. Não gosto desta vida adulta. Afinal não me trouxe as coisas que por esta altura já quereria ter, não me trouxe tantas alegrias assim. Era bem mais feliz dantes. O peso de saber que tenho pessoas que dependem de mim, que tenho que enfrentar as dificuldades sempre com um sorriso quando por dentro não me sinto nada assim, está aos poucos a destruir me. Sinto que cada diz que passa as forças cada vez são menos, não me sinto motivada. Sinto me cada vez mais receosa do futuro, a cada dia que acordo mais um problema que precisa de solução, há-de sempre surgir alguma coisa. Neste momento não me sinto minimamente a viver, mas sim a sobreviver. Tento pensar que melhores dias virão, mas a verdade que dia após dia tudo continua na mesma. Precisava mesmo de um motivo para me obrigar a "lutar" pois neste momento encontro me sinceramente com vontade de cruzar os braços e deixar me levar para onde quer que a vida me leve.... Bela"

8 comments:

Carla said...

Como habitualmente me dizem, cruzar os braços é ums posição defensiva, que às vezes é preciso deixar para ir à luta.
Sei que nem sempre a vida é justa para com quem devis ser, mas o que é certo é que são as regras detes jogo que é a vida.
O que não nos destrói torna-nos mais fortes, e acredito que de fraca não tens nada, e que depois da tempestade vem sempre a bonança mesmo que tardia o pareça.

Forças e energias positivas é que é preciso =)torço por ti =)
Beijinhos*

Libelinha said...

Não... Não penses assim!... Faz antes a procura do motivo para te obrigar a "lutar" a tua própria luta diária!...
E não... Não cruzes os braços!...

Beijinhos ;P

Brown Eyes said...

Bela o que se está a passar contigo passasse com muita gente. Isso deve-se às incertezas que temos na nossa vida. Nenhum ser humano consegue ser feliz, estar motivado não sabendo se amanhã terá onde trabalhar e não vendo o seu esforço reconhecido. Hoje somos tratados como números e como tal vivemos. Esta sociedade vai ter que ter um fim. Como disse Saramago o fascismo está a caminho. Eu diria até que ele já está a governar. Não é necessário ter valor o que cada vez é mais preciso é ter conhecimentos. Quem sempre achou o contrário acaba por não ter lugar nesta sociedade e a poucoi e pouco se sentir desmotivada, passando apenas a sobreviver. Garota hoje convem não pensar em coisas sérias porque afinal sério mesmo parece que não há nada, para determinadas pessoas. Brinca-se com a vida de milhares de pessoas e continua-se impune. Bjs

Minhoca said...

A verdade é que é mesmo cansativo, mas so nos apercebemos disso qnd ja o somos :)

Poetic GIRL - BELA said...

Meninas obrigada pelas vossas palavras. Sinto me melhor :) e a verdade é que eu nunca fui pessoa de cruzar os braços mesmo e mesmo depois de muitos tropeções acabo sempre me erguendo pois quero acreditar que o amanhã não poderá ser tão mau assim... beijinhos e obrigada

Maria Anjos Varanda said...

Acima de tudo há que ser positiva
Pensamentos positivos ajudam sempre.
Se tropeçarmos (o que é perfeitamente normal)...há que levantar....e seguir em frente.

Beijos e bom fim de semana

S* said...

Eu tento ainda viver com emoçao, sentimento e alegria. Nao quero ser totalmente adulta.

gi said...

Acho que todos nós acabamos por ter essa sensação ao longo da vida. Sei que és forte, e que vais dar a volta. É importante manter a esperança e o pensamento positivo!

Mtos beijinhos*****