Pages

Saturday, December 26, 2009

Dor

Aqueles que me têm muito amor
Não sabem o que sinto e o que sou …
Não sabem que passou, um dia, a Dor
À minha porta e, nesse dia, entrou”

Florbela Espanca

e nunca mais daqui saiu....
mora dentro de mim

5 comments:

gi said...

É um poema muito bonito, mas não quero que se adeque a ti... A vida está em constante mudança, e o que somos hoje, não somos amanhã! beijinhos grandes***

p.s.: Muito gira na foto ;)

Libelinha said...

Ai... Até tenho medo de perguntar o que é que se passou... Para teres um poema assim!...

Beijinhos ;P

poetriz said...

A dor mora aqui também.
Mas é isso que inspira, afinal, o que seria do poeta, se não existe o amor ou a dor?

Bjs!

Pinkk Candy said...

olá,
também adoro Florbela Espanca, mas só me dá para a ler, quando estou em baixo, espero que não seja o teu caso!

kiss

Brown Eyes said...

Bela vai sair, não totalmente, mas pé ante pé sairá e entrará uma grande luz nesse coração. Mas, fechaste a porta ou deixaste-a entreaberta?
beijinhos