Pages

Monday, January 4, 2010

Esperança


"Todos os anos por esta altura uma melancolia me invade. Não estou triste, mas também não estou contente. Estou no meio termo. E eu não gosto disso. O começo de um novo ano traz me sempre as mesmas inquietudes que depois ao longo do ano vão dispersando, algumas, outras acabam por ficar enraizadas dentro de mim. Não me queria sentir assim. Mas é algo que não controlo, simplesmente quando dou conta já tomou rédeas de mim. Não sei se é o receio pelo que aí vem, não sei se é um certo pessimismo que tenta se apoderar do meu ser, o certo é que por estes dias não sou eu mesma. Tento não pensar, tento não sentir. Distrair-me com outras coisas. Mas volta e meia, invade me este aperto como se prevesse algo de fatídico. Sinto me angustiada. Tenho consciência que tenho medo do que o novo ano me possa trazer. Claro que isto de ano novo e ano velho, é tudo uma questão psicológica. Nada muda. Nós não mudamos. Podemos fazer uma lista enorme de resoluções, de coisas que queremos fazer ou mudar, mas muitas vezes não passa disso mesmo, de uma lista. Nunca conseguimos completar essa lista, ou porque simplesmente mudamos de opinião, ou porque a vida entretanto seguiu outro rumo. Não sou de grandes planos, de grandes sonhos. Tenho as minhas expectativas claro, que gostaria muito de as ver realizadas neste ano. Mas quer dizer, já há tantos anos que me perseguem algumas destas expectativas, que se não se realizarem em 2010 não vou certamente morrer disso. Estes dias dizia que precisava de um pouco de esperança, realmente acho que é isso mesmo que eu preciso. Esperança que as coisas para mim realmente comecem a tomar o rumo que lhes quero dar. Quero esperança para poder pôr em prática todo um conjunto de situações que tenho adiado. Não peço mais nada para este novo ano. Peço que me deiam a esperança para poder continuar a lutar. Apenas isso. E já não é pouco. Alguém sabe onde posso encontrar a esperança que procuro? Bela"

12 comments:

Ana said...

ó querida isso...
a esperança está sempre dentro de ti. é claro que é complicado e realmente esta altura do ano é estranha. tb me sinto assim. mas o que tento pensar é um dia de cada vez, uma batalha de cada vez. há coisas que sabemos que não podemos realizar. temos é que aceitar e tentar nã perder mesmo a esperança...

beijinhos e força. ;)

cantinhodacasa said...

Como disse a Ana, a esperança tem de estar dentro de si.
Nunca a perca e, mesmo nas coisas mais pequenas, na natureza, na areia da praia, nas gaivotas, na casa que tem, no livro que lê, qualquer coisa com sentido fazem ganhar coragem e esperança. Esta é SEMPRE a última a morrer.
Tem um blog bonito, fresco e jovem.
Até neste pequneo espaço pode ver/ter esperança.
Beijinho

Di said...

Procura dentro de ti querida, vais ver que a encontras... ela está lá, mesmo ao lado da força de vontade!!!

Beijinho e bom ano!

Nuno Dias said...

Como te compreendo. Também não sei o que se passa mas parece que comecei o ano sem objectivos. Tentar divertir-me mais é um que tenho vindo a pensar. Também devias fazer o mesmo! XD

BJS***

Girl in the Clouds said...

Nesta altura também me sinto nesse meio termo!! Essa inquietude que tu falas!! Mas, depois passa-me!!
Força na concretização dos teus desejos e objectivos!!

Poetic GIRL said...

Ana, é mesmo um sentimento estranho... claro que vai passar, mas enquanto não passa... bjs

Cantinhodacasa, antes de mais nada bem-vinda. Gostei de te ter por cá....obrigada pelas palavras. bjs

Di, eu sei que está dentro de mim, só que ás vezes tão mas tão escondida... mas ela vai aparecer... beijinhos

Nuno, pois talvez seja isso mesmo que estou a precisar, diversão, para expulsar os maus pensamentos... bjs

Girl in the clouds, claro que acaba por passar. Mas mexe conosco não é? bjs

Gingerbread Girl said...

Eu ando como tu. :s

Quanto à esperança... será que há na farmácia? =\

bjinhos e um bom ano ;)

Carla said...

A esperança existe sempre, por vezes é que deixamos de a sentir, por descrência ou desistência.
Será mais um ano, com os seus altos e baixos, pois tudo faz parte e tudo nos torna mais experientes.

Beijinhos*

Libelinha said...

Esta altura do ano é sempre estranha!... Mas isso passa sempre!... Esperemos que te passe rápido!...

Beijinhos ;P

Poetic GIRL said...

ginger, se vender eu vou lá comprar, lol, beijocas

Carla, ás vezes a malandra esconde-se... bjs

Libelinha, sim passa, aliás hoje já estou melhor... bjs

Brown Eyes said...

Bela vive o dia a dia, não te preocupes com mais nada. O que tiver que acontecer acontece e a tua preocupação não evita nada, apenas acaba com a tua esperança e põe-te em baixo. Essa história de novo ano, pouco muda na nossa vida. As mudanças acontecem quando têm que acontecer, seja no fim ou no principio do ano. Depois de tanta comida ficamos assim, inactivos. Quando fizermos a digestão passa. rsss
Beijinhos

Anonymous said...

Ola Bela, eu concordo com a Brown Eyes, o que tiver que acontecer vai acontecer e se não aconteceu é porque não era a altura para acontecer. Mas à que manter essa esperança, esse desejo interior que nos faz levantar todos os dias, para que também o mundo suspire em nosso favor.

Beijinhos

Pedro Ferreira