Pages

Sunday, January 24, 2010

A porta encostada


"A porta encontra-se encostada. Do lado de fora vislumbra-se uma frincha de luz quase imperceptível mas vê-se, se prestarem atenção vê-se. As pessoas caminham apressadas concentradas na sua própria vida, caminham com passo decidido. De vez em quando há uma ou outra que se sente curiosa em relação á porta entreaberta. Param. Olham. Escutam. Encolhem os ombros e seguem seu caminho. Vislumbra-se uma rua, cheia de portas. Umas estão completamente abertas, essas são as preferidas das pessoas não conseguem evitar lá entrar. Não ficam por muito tempo, mas entram. Depois há aquelas portas que estão semi-abertas, em que não entra tanta gente, só mesmo quem sente curiosidade em saber o que se encontra do outro lado. Há as portas que estão completamente fechadas, essas por mais que as pessoas tentem entrar não conseguem. Abanam, forçam a entrada, mas não conseguem. Desistem após algum tempo e avançam para as portas seguintes, acabando muitas vezes por entrar nas que estão completamente abertas. Não é de admirar tal comportamento, dá menos trabalho uma porta aberta do que uma porta fechada. Cada pessoa que passa escolhe a porta que quer entrar. Se for alguém paciente, escolherá a porta fechada. Sabe que com a preserverança necessária conseguirá abri-la, é tudo uma questão de saber esperar. Alguém que não sabe esperar, fica impaciente, se desespera facilmente escolhe logo a porta aberta, que é a que menos trabalho lhe dará, é só entrar, não se preocupa minimamente com o que vai encontrar do outro lado, não tem expectativas, sonhos. Os que se encontram no meio termo, que não têm a coragem de lutar pela porta completamente fechada, mas também não querem uma porta completamente aberta, optam pela porta meio aberta. Sentem que do outro lado só poderá estar algo no meio termo, nem muito aberto, nem demasiado fechado. Algo na proporção da sua ousadia. E a porta encostada? Que se encontra por detrás da porta encostada? Quem pára em frente a uma porta encostada? Pára aquele que tem no coração a esperança de que uma porta encostada é mais encorajador que uma porta fechada, aquele que sabe que por detrás de uma porta aberta encontrará quiçá já mais gente que tenha entrado antes de si, a porta meia aberta, não lhe causa fascínio nenhum. Nem é fechada, nem é aberta. Essa pessoa não gosta de meio termos. Na porta encostada consegue vislumbrar um ar de mistério, de sedução. Quem deixa uma porta encostada? De tal forma que quem olha para ela parece fechada. Mas o olhar de alguém puro de sentimentos irá ser atraído pela luz que se vislumbra dessa porta. Acabará por parar. Mais dia menos dia. Mais ano menos ano. E que se encontra por detrás dessa porta perguntam vocês ávidos de curiosidade. Encontro - me eu, respondo-vos. Só alguém suficientemente atento verá a luz da porta entreaberta que deixei, só alguém nobre de sentimentos terá a coragem de abrir a porta. Esse alguém saberá que se a deixei entreaberta foi porque não me fechei completamente cá dentro. Mas também não a deixei aberta apenas porque está á espera da pessoa certa para entrar. Alguém que não se deixe desmotivar pelo aparente ar de estar fechado, alguém destemido o bastante para não se deixar desencorajar pelo aspecto da porta em questão. Sei que essa pessoa existe. Por isso vou deixar a porta entreaberta para que a possa encontrar. Serei paciente. Tenho-o sido. Afinal a minha porta distingue-se das demais. Nela estou eu. É minha. Nunca estará completamente fechada, nem completamente aberta para que apenas os nobres de sentimentos a possa trespassar. Está encostada para os amigos que entraram e já cá moram comigo. Está encostada para a família que me completa. Está encostada para que essas pessoas possam entrar e sair quando quiserem, para procurarem eles também as portas onde querem entrar. A minha portá irá apenas se fechar completamente no dia em que perder a esperança. Nesse dia então a fecharei de vez, deitarei fora a chave. Até lá continuará encostada. Bela"

6 comments:

S* said...

Parece-me que precisas de abrir um bocadinho essa porta...

cantinhodacasa said...

Lindo post!
Por vezes deixa-se a porta entreaberta mas poucos ousam espreitar, verificar, experimentar.

Beijinho

Poetic GIRL said...

S: é talvez estejas mesmo certa, eu tento, mas nem sempre se consegue não é?

Cantiho: Obrigada! Esperemos que alguém ouse... já te mandei o mail.. bjs

Nuno Dias said...

Gosto da analogia! XD
Fecha o raio da porta de uma vez. Pareces de Braga! EHEH...
Brincadeira. ;)

Brown Eyes said...

Bela quem for inteligente e estiver interessado, arranjará maneira de entrar, uma e outra vez. Mantém a esperança que ela abrir-te-a a porta da felicidade. Beijinhos

Poetic GIRL said...

Nuno: sou de braga! LOL mas tenho a porta encostada bjs

Brown eyes: Eu sei linda... bjs