Pages

Wednesday, March 10, 2010

As Crónicas da Tânia

imagem daqui

"Apresento-vos uma nova rubrica cá no Blog. Como provavelmente vou ter que reduzir um bocado a frequência dos posts por aqui por causa dos novos desafios que estou a abraçar, convidei a minha querida amiga Tânia a publicar as Crónicas dela directamente de Manchester para nós lermos. A Tânia é uma excelente menina que conheci no meu curso de inglês. Partilhámos a mesma paixão por livros e somos cúmplices de uma espécie de tráfico de livros que ocorre entre nós. Espero que gostem, que esta nova rubrica seja bem acolhida. Bela"

Eis a primeira crónica:

E se um livro fosse mais barato que um chocolate? Esta é questão que me surge quando entro numa loja de livros usados. Livros em segunda mão, mas praticamente novos, que são vendidos a preços da chuva em lojas de caridade. Eu entro e perco-me naquelas prateleiras ao encontrar grandes bestsellers a uma libra ou ainda menos e não resisto a sair sem pelo menos um exemplar. Afinal é por uma boa causa, certo? Posso dizer que a Inglaterra é um paraíso para todos os “booklovers” e as pessoas lêem em todos os cantos, aproveitando todas as pausas possíveis e imaginárias. Um cenário perfeito para ler um bom livro são os parques e esta semana descobri novos parques aqui nas redondezas de Manchester. Foram uns dias marcados pelo sol, ao contrário das chuvas torrenciais por terras lusas. Há, sem dúvida, aqui um facto muito curioso: grande parte das pessoas que se vêem nas ruas, em dias gelados de sol, utilizam roupas de verão, ou seja, t-shirts de manga curta e calções, no caso das raparigas vestidos curtos sem collants. Fico deveras espantada, basta comparar a minha indumentária: sobretudo e cachecol. Interessante, não? Parece que um de nós tem o termóstato avariado, quem será? Talvez apenas prove a relatividade das coisas, pois para nós portugueses, que estamos habituados a dias de sol pelo ano afora, somos mais exigentes. Em Manchester, o mesmo não se passa. Já me disseram que é das cidades em que mais chove no Reino Unido e este ano a neve abunda, com a excepção destes últimos dias muito iluminados que já sei que farão inveja aos meus queridos leitores. (Tânia Ramoa)

7 comments:

Girl in the Clouds said...

A tua amiga escreve muito bem adorei, até porque também partilho a paixão pelos livros.

Eva Gonçalves said...

Cara Tânia, não sei há quanto tempo estás aí... mas isso já não te devia espantar! Eu que conheço essa zona do País,e arredores, (where exactly?) muuuuita bem, digo-te que os Ingleses têm pouca oportunidade para usarem roupa de Verão, a não ser nas férias, daí que qualquer raio de sol, seja aproveitado, principalmente para mostrar o bronzeado das férias anteriores, rrssss Não somos nós que temos o termostato avariado!! Eu no verão aí, sempre usei casaco de malha... rrrsssssss Um beijinho e boas vindas pela parte desta comentadora!

Poetic GIRL said...

Meninas: Vou deixar a própria Tânia vir aqui vos responder! Afinal a crónica é dela... bjs

Helga said...

Tânia e Bela, gostei muito desta crónica. É uma boa maneira de sabermos um pouco do que se passa num país diferente e aprendermos sobre os seus hábitos. Relativamente aos livros, por aqui ainda não lê em todos os cantos e os Parques são palco de outros romances, mas gosto de manter a esperança que as coisas possam mudar.

Beijinhos :)

cantinhodacasa said...

Parabéns Tânia pelo teu texto.
Sabes?
Ainda há pouco tempo comentei algures num blog que, quando estive nos EUA, há 3 anos, fiquei admirada em ver as Nova Iorquinas com roupas de Verão e sandálias sem meias, em pleno Dezembro.
Há anos também estive em Londres e das duas vezes que lá fui, estava muito frio. Também vi isso.
Quanto a haver lojas antigas com livros a preço da chuva, pena é que aqui não haja e, havendo, os livros tornam-se caros.

Beijinho e escreva mais sobre Manchester.

Obrigado, Bela pela oportunidade em mostrares a tua amiga.

Beijinho

Tania said...

Olá,

Fui solicitada para cá vir e estou mt contente com os comentarios..obrigada =)
Eva de facto agora ja nao me espanta porque ja estou cá mais de um mês e já é recorrente..Só nao consigo perceber como é que as raparigas conseguem sair á noite em mini vestidos com temperaturas negativas ou mt baixas..mas que é uma realidade sem duvida que é=P

Cantinho da casa: realmente adorava que existem lojas assim em Portugal mas sabes que é dificil porque isso nao da lucro para editoras e afins. E também agradeço á Bela pelo convite em escrever no cantinho dela;)


Obrigada pelos comentários e espero que continuem a acompanhar ;)

Bom fim de semana e beijinhos


Tânia =)

Brown Eyes said...

Tãnia era tão bom que os livros fossem mais baratos que os chocolates. Deviam ser porque:
Os chocolates fazem mal e os livros cultivam os indivíduos e há por aí tanta gente que precisava de ser cultivada e aprender valores essenciais para a vivência em sociedade. Delirei com esta tua excelente ideia.
Beijinhos