Pages

Wednesday, March 17, 2010

As Crónicas da Tânia

“All the roads we have to walk are winding and all the lights that lead us there are blinding”. Não é por acaso que escrevo estas frases da música “wonderwall “ dos Oasis, uma banda formada em Manchester em 1991. Estas encontram-se gravadas no Manchester Hard Rock Café, um espaço que espelha a forte ligação que a cidade tem com a música. Aqui é muito fácil encontrar um bom concerto para se assistir com bilhetes a preços consideráveis, ao contrário do que se poderia imaginar. Mas claro que como a oferta é tanta e o dinheiro pouco é preciso ter capacidade de selecção. Desde que estou aqui a viver, já fui a dois grandes concertos: os 30 Seconds to Mars e o Dave Matthews Band. Bons concertos, cada um ao seu estilo e em dois palcos diferentes. O primeiro teve o palco na Manchester Arena, um espaço que equivale substancialmente ao Pavilhão Atlântico, onde já passaram artistas de renome mundial e continuarão a passar, a senhora que futuramente lá estará é a Whitney Houston. Já o outro teve lugar no Manchester Apollo, um local mais intimista e de menor dimensão onde em tempos actuaram os Beatles.
Estes são alguns exemplos da atmosfera que se vive em Manchester que também se caracteriza por diariamente ter alguns músicos a tocar na rua na zona comercial da cidade. Para apreciadores de música clássica, há a oportunidade de assistir a bons momentos e alguns deles gratuitos em escolas, igrejas e outros locais de espectáculo mais formais. Uma cidade que prova que a música é alma do mundo e essencial ao nosso bem-estar quotidiano. "

Post pertencente á Rubrica: AS CRÓNICAS DA TÂNIA
Autoria: Tânia Râmoa


2 comments:

anf said...

Eu gosto muito desse tipo de concertos assim meio informais

Poetic GIRL said...

Anf: Também aprecio bastante este género de eventos; e adoro teatro de rua... bjs