Pages

Thursday, March 11, 2010

O meu Jardim


"Expulsarei os fantasmas. Vou agarrar cada um deles, dizer-lhes que chega, que não mais me vão amedrontar. Pegarei em cada um deles e expulsarei de dentro de mim, tal qual um jardineiro faz com as ervas daninhas. São para arrancar mesmo. Lavrarei a terra para poderem acolher novas sementes. Sementes essas que irei espalhar com cuidado para que o meu jardim cresça livre dessas ervas que teimam em aparecer e que se não tivermos cuidado tomam conta do jardim tornando-o desinteressante aos olhos dos outros. Quero que quem venha ao meu jardim se sinta bem, se deixe encantar pela beleza das flores, pelo perfume que anda no ar. Eu sou um jardim que estou a aprender a cultivar novamente. Foi preciso algum tempo, algumas ervas mais difíceis de arrancar para perceber que o meu jardim para florescer livremente precisava que eu arrancasse este mal que o consumia. Foi o que fiz, erva a erva, com cuidado para não arrancar flores, estou a expulsar do meu jardim tudo o que lhe faz mal. Quero que quem cá venha só encontre beleza, alegria, sol, calor. Quero que sinta vontade de se deitar na relva, de tocar a textura das flores, de deixar que o sol aqueça seu corpo. Estarei lá. Em cada flor, em cada animal, em cada raio de sol, estarei lá para vos receber, estender a mão, cuidar, porque amar é cuidar. Precisarei de ajuda para cuidar do meu jardim, precisarei de mãos firmes que expulsem quem quiser destruir o jardim. Precisarei de mãos delicadas para podar as plantas, acariciar os animais, acariciar-me a mim. Quem vem comigo até ao meu jardim? Bela"

10 comments:

Eva Gonçalves said...

Nunca tive propriamente, "dedos verdes"... mas ajudo a regar com comentários , pode ser? E não te esqueças de falar com as plantas, elas agradecem e florescem muito mais :) Beijoca

anf said...

Devemos expulsar que não nos quer bem.
eu vou contigo

Miguel said...

:)

Caramba! Anda aí muito jardineiro!

;)

Beijoca

Helga said...

Bela, lembras-te do post sobre o peso da mochila? Com o jardim é igual. De vez em quando temos de limpar e arrumar tudo à nossa volta.

Beijinhos :)

Libelinha☆ said...

Ao ler as tuas palavras já me sinto dentro dele... A admirar a beleza de cada planta, de cada flor, de cada animal que nele habita!... Vontade de me deitar na relva e ficar a admirar os sonhos que se constroem nas nuvens... Uns ficam, outros dispersam-se dando formato a novos sonhos!...

Beijinhos ;P

Anonymous said...

Eu teria o maior prazer de te fazer companhia para conhecer esse novo jardim .

Beijinhos

Pedro Ferreira.

Poetic GIRL said...

Eva: Se regares com comentários as flores ainda ficarão mais belas... obrigada... bjs

ANF: O que não nos quer bem fica lá fora... bjs

Miguel: Anda? Acho que bons jardineiros não abundam... lol

Helga: Sim temos que tirar as ervas daninhas... para dar lugar ás flores... bjs

Libelinha: Bem vida ao meu jardim, dá jeito uma libelinha a voar livremente por aqui... bjs

Pedro: É sem duvida um jardim magnifico... bjs

cantinhodacasa said...

Eu que vivo perto de si, posso dar uma ajuda.
Devagar, com calma e paciência chega-se lá.


Beijinho

Girl in the Clouds said...

Gostei do texto....temos que deitar fora o que nos incomoda, o que não nos faz feliz!!

Poetic GIRL said...

Cantinho: Sim com calma chega-se lá... bjs

Girl in the clouds: Pois temos que arrancar de dentro de nós o que nos faz mal, mas custa tanto... bjs