Pages

Monday, April 12, 2010

Desejos



imagens e mais informações aqui

"Estas fotos são de Jayla Cooper, uma menina de 9 anos de idade que sofre de leucemia. Em Fevereiro de 2009 ela casou com um rapaz de 7 anos que conheceu num hospital de Dallas. O casamento claro que foi apenas simbólico já que ambos são menores de idade. Os médicos acreditam que Jayla não irá viver muito mais, e os Pais quiseram realizar o seu último desejo: casar-se ( nem que fosse apenas de faz de conta). A nobreza das pessoas que permitiram que o seu desejo fosse realizado é algo muito nobre. Porque nos cabe a nós minimizar a dor de quem infelizmente sabe que não poderá esperar até amanhã para realizar os seus sonhos mais queridos. É triste, não imagino a dor destes pais. Ou melhor talvez por a imaginar é que me dói tanto. Bela"

13 comments:

Sonhadora said...

Deve ser mesmo uma dor enorme, só quem passa pela situação é que pode dar o valor!
Ainda bem que concretizaram o desejo dela!

Kotta1947 said...

Impressionante a grandeza do coração dessas pessoas que permitiram que se fizesse um casamento a fingir para dar alegria
a dois seres que pouco esperam da vida.Se o sonho dessa menina era esse ela está mais feliz. Bem-hajam.Bjos

Girl in the Clouds said...

Que história tão bonita. Foi uma atitude muito bonita. Boa semana. kiss

Girl in the Clouds said...

Que história tão bonita. Foi uma atitude muito bonita. Boa semana. kiss

Di said...

É impossível imaginar a dor de alguém que está nessa situação. E é bem mais doloroso para quem fica...
Felizmente existem estes pequenos milagres :)
Nada como fazer as pessoas de quem gostamos sorrir e dizer-lhes mais vezes o quanto gostamos delas!

Beijo grande*

Poetic GIRL said...

Sonhadora: Achei tão bonito o facto de realizarem o desejo dela. bjs

Kotta1947: Ás vezes é tão fácil fazermos os outros felizes não é? bjs

Girl in the clouds: Sem dúvida uma história muito bonita. bjs

Di: Que nos sirva a todos de lição para aprendermos com estes exemplos de amor incondicional. bjs

Ana: Principalmente fez-se a menina feliz não é? E isso já é tudo! bjs

Anne: É mesmo uma sensação de impotência, somos mesmo insignificantes por vezes! bjs

Gabriela... said...

Fogo, esta é forte. Fiquei sem palavras e um nó no estômago.
Beijo enorme,
Gaby

Brown Eyes said...

Custa tão pouco fazer alguém feliz, não é? Porque não vivemos então para isso? Porque somos tão egoístas que não vemos o que os outros precisam? Beijinhos Bela

Poetic GIRL said...

Gabriela: Estas exemplos fazem-me sentir tão mas tão insignificante... bjs

Brown Eyes: Pois custa. As pessoas deviam olhar mais para o que podem fazer pelos outros em vez de se dedicarem a fazer maldades... bjs

Ava said...

Confesso que como mãe é muito duro tentar colocar-me no lugar desses pais. Mas é uma bela acção, como podemos nós negar um sonho a um filho, principalmente se esse filho corre o risco de não puder concretizar os seus...

Um beijo, Ava.

Helga said...

Imagens impressionantes de facto. Levam-me a concluir que se todos soubéssemos o tempo que nos resta, nos esforçaríamos muito mais para realizar os nossos desejos.

Beijinhos :)

Poetic GIRL said...

Ava: Não se pode negar não. Ainda não sou mãe mas faço uma pequena ideia do quanto se deve sentir impotente nestes casos!

Helga: E realizar os dos outros também! bjs

Olga said...

Concordo com a realização dos nossos sonhos, e se algo pode tornar as pessoas felizes porque não? Mas será que isto não irá marcar o rapazinho? Visto ter casado e perder a sua noiva, não será um trauma muito grande? Beijinhos.