Pages

Monday, April 12, 2010

Uma espécie de recado


"O facto de abrir a porta a alguém e deixá-la entrar na minha vida não lhe confere de forma alguma direitos nenhuns. Muito menos o direito da cobrança. A vida tem-me ensinado que temos que ser cautelosos com quem convidamos a entrar. A única pessoa neste mundo que coloco a mão no fogo é por mim mesma, logo não esperem de mim uma entrega imediata. Até a posso sentir, mas não demonstro. A amizade e o Amor é algo que se constrói com a convivência, com a partilha de experiências, momentos. Não chamo amigo à pessoa que acabei de conhecer, com quem troquei um email mais ou menos intimo, ou com quem falei no MSN. Poucas pessoas adquirem esse estatuto na minha vida, e mesmo assim alguns deles são detentores do título por pouco tempo. Porque tal como dou, também tiro. A questão é que o meu coração me diga que sim. Para ser amiga eu não preciso andar por aí me identificando como tal, quem me conhece, sabe que quando é preciso, seja da forma que for preciso eu estou lá. Por isso neste patamar de vida que me encontro sou cada vez mais exigente com o termo "amigo", por isso não admito que me cobrem momentos, atenções, que me julguem ou me tomem por adquirida. E muito menos admito cobranças ou lamurias simplesmente porque não respondi tão prontamente quanto o outro o deseja. Porque as pessoas têm que aprender a respeitar o espaço dos outros, ninguém tem o direito de nos cobrar uma resposta, principalmente quando ainda desconhecem o motivo dessa resposta não chegar. Que fique bem claro que a Bela é muito mais do que dá a mostrar neste blogue, a Bela é uma pessoa que não nega o direito de resposta a ninguém, não está na minha natureza e quem já teve o privilégio de me conhecer pessoalmente sabe que sou uma pessoa simples e é assim que vou continuar a ser. Mas se há algo que não admito é que se metam na minha vida, nem tão pouco me cobrem uma atenção que julgavam garantida. Este blogue tem-me permitido conhecer pessoas fantásticas sim, mas esse conhecimentos vai-se conquistando dia-a-dia, mês-a-mês, não basta chegar aqui e tomar a minha amizade como garantida. A minha amizade é algo especial, algo que eu prezo muito, aliás. Mas não é uma amizade para qualquer um, não, é uma amizade elitista que poucos conseguem chegar lá. Uma coisa é companheirismo, convivência, conhecimento, outra coisa é Amizade, e eu levo a Amizade muito a sério. Por isso não irei de forma alguma admitir que em jeito de recado me venham cobrar respostas, atitudes. A amizade conquista-se, não se impõe.... Bela"

Agora que desabafei estou mais calma, peço-vos desculpa mas há coisas que me tiram do sério.

10 comments:

Anne said...

realmente há coisas que são incompreensíveis e nos deixam completamente exacerbadas.
mas não te chateies com pessoas que não valem a pena, só acabam por nos fazer perder tempo na vida.
amigos, como tu dizes, há poucos. e esses sabem com o que podem contar...

beijinhos

Brown Eyes said...

BOA Bela. Eu escreveria isso tudo, sem tirar nem pôr. Tu tens personalidade e claro que muitos não aceitam isso mas, não te preocupes que a vida ensinar-lhes-à a importância de a ter. Beijinhos

Poetic GIRL said...

Anne:Nunca gostei que me cobrassem nada, faço tudo espontaneamente e não porque sou obrigada. Sou assim que se há-de fazer? Sim amigos há poucos, e não preciso de lhes dizer que podem contar comigo... bjs linda

Ava said...

Os amigos conhecem-nos tão bem e as vezes melhor do que nós próprios. Estão ao nosso lado nos piores e nos melhores momentos. Fazem parte de nós e da nossa família, muito diferente dos conhecidos que podem ou não um dia conquistar esse lugar.
Mantêm-te sempre a pessoa espontânea e fiel a ti própria e nunca admitas que ninguém te diga o contrário.

Um beijo, Ava,

Pérola Negra said...

Eu sei que já desabafaste, já estás mais calma... mas se precisares eu posso ir buscar-te na minha bicicleta! ;)

Cinderela said...

Sou exactamente como tu...
***

Natália Augusto said...

Não precisamos, efectivamente, agradar a todos. Além disso, os amigos são aqueles que escolhemos e que são verdadeiros sempre. O mesmo se aplica ao nosso amado, namorado. Cada um de nós tem o seu espaço e todos têm direito a ele.

Beijos

Helga said...

Gostei do teu desabafo... (ás vezes sinto o mesmo) e acredito que neste momento te sintas bem melhor e mais forte para enfrentar esse tipo de 'cobranças'. Quanto a por as mãos no fogo por alguém, eu nem por mim as ponho, quanto mais pelos outros. Fizeste bem em exteriorizar o que te ia na alma. Assim mesmo é que é!

Beijinhos (sem cobranças) :)

Poetic GIRL said...

Ava: Eu tento acima de tudo ser fiel aos meus principios e tento ser o mais justa possível. Erro como toda a gente, mas também perdoo! bjs

Pérola: Obrigada por me ofereceres a tua bicicleta. Desta vez não será necessário, mas se precisar aceno para me vires buscar. bjs

Cinderela: Então ainda te admiro mais! E pelos teus posts já deu para ver que o que tens a dizer dizes. Gosto de pessoas assim! bjs

Natália: Exacto e nunca podemos cobrar nada a ninguém não é? Mesmo que nos doa temos que respeitar. bjs

Helga: Ás vezes temos mesmo que desabafar, ficar a pensar não nos ajuda em nada... bjs

Olga said...

Colegas tenho muitos, amigos poucos. Aprendi que nem sempre aqueles a quem chamamos amigos merecem esse título. No mundo dos blogues considero que nós conseguimos criar amizades mesmo sem conhecer pessoalmente as pessoas porque nos sentimos próximos do que escrevem e nos identificamos com elas. Quando digo amiga a alguém é porque já tenho um verdadeiro carinho por aquela pessoa, mas se queres saber foram muitos os que ultimamente perderam esse estatuto e esses que o perderam não sou capaz de utilizar essa palavra, porque na verdade seria uma ofensa. Cobranças? Nunca! Gostei do teu texto, da forma como o elaboras-te. Beijinhos Bela.