Pages

Thursday, May 6, 2010

Roleta




"A vida é mesmo uma Roleta . Nunca sabemos se vamos ser brindados com a sorte ou se vamos ser brindados com o azar. Hoje no espaço de meia hora tive uma boa e uma má noticia. Nenhuma das duas me afecta directamente. Se fiquei contente com uma, fiquei triste com outra. Para uma pessoa estar bem, outra tem que estar mal. A roleta da vida vai rodando, rodando. Ora pára aqui, ora pára ali. Inevitavelmente acabará sempre por parar em algum lado. Nunca estamos preparados para enfrentar quando ela nos pára á porta, nos afecta pessoalmente. Constato que não adianta nada as pessoas tentarem fugir ao que está destinado, acredito que inevitavelmente algumas coisas estão sempre destinadas a acontecer. Àquelas pessoas, naqueles momentos, naquela hora. Cada vez mais me consciencializo de que devemos viver o dia, um após o outro, sem grandes expectativas, sem grandes planos. Apenas viver. A efemeridade da vida assusta-me. Nada é garantido, nada é nosso. Num momento temos, noutro não temos. Hoje ao deparar-me com uma noticia de alguém cujo infortúnio lhe resolveu bater á porta dei-me conta que esta vida por vezes se nos escapa por entre os dedos. Estamos tranquilos vivendo o dia a dia, e de repente tudo muda. Aquilo que tínhamos como garantido que era a nossa vida, a nossa saúde já não o é, ficamos assim reduzidos a uma condição que não escolhemos. É hoje foi um dia marcou o contransenso que pende entre uma boa e uma má noticia. Se numa fiquei esperançosa, contente por ver a recuperação de alguém, por outro temo pelo que a outra pessoa irá passar. Vivemos mesmo numa corda bamba, oscilando ao sabor da vida, contentando-nos enquanto ela nos quiser nela. Seria tão mais fácil se a nossa condição de ser humano não tivesse que passar por tantas provações, tantos obstáculos. Por vezes nem nos damos conta do quanto somos pequenos, do quanto não somos nada quando nos sentimos impotententes perante situações que nos querem roubar quem nos é próximo, quem amámos. Hoje estou assim em modo consciente, consciente da minha própria fragilidade, sabendo que se um dia esse infortúnio me bater à porta não estarei certa de encontrar forças para travar uma luta pela qual não sei se sairei vencedora. Mas por quem me é próximo, por quem eu amo, por quem nutro afecto, aí sim encontrarei as forças necessárias para de espada em riste lutar com as armas que me forem postas à disposição. Porque uma coisa sou eu e a minha vida, outra coisa diferente é quem eu amo e se depender da minha força de vontade travar essa luta, podem crer que será travada. Amanhã será com certeza outro dia, para mim, para eles também. Desejo sinceramente que seja um amanhã melhor para todos. Bela"

14 comments:

MagicWoman said...

A vida é mesmo um roleta!!

que te saiam sp coisas boas, na roleta russa!!

kiss

Ana said...

Foi exactamente tudo isto que pensei e senti quando, há 1 ano atrás, recebi uma determinada notícia que, aposto, não será muito diferente da que recebeste hoje(pelo conteúdo do post).

Nestes momentos, percebemos o quanto somos pequeninos...

http://anokasblog2.blogspot.com/2009/06/rascunho.html

beijinhos

Olhos Dourados said...

Pois é, nunca sabemos o que vai acontecer.

izzie said...

É a essência da Vida.
Doi magoa, mas também faz sorrir e sonhar.
Na minha inconstância e mesmo que amanhã o negue... gosto dela assim.

Beijinho,

anf said...

eu estou na situação de quem recebeu uma má noticia, e ainda sem certezas do quanto ela poderá piorar ou não,
a data está marcada e custa muito aguardar mas ainda vai custar na vespera,
resta aguardar na esperança de que tudo vai acabar bem,
beijo e bom fim de semana

Pérola Negra said...

A vida é mesmo assim. E quem nunca sentiu algo do género, ou quem não conhece nenhuma história em que num dia a vida tenha mudado levante o braço. Eu já deixei de fazer grandes planos, porque um belo dia me tiraram também o tapete onde eu tinha os meus pés. Agora é um dia de cada vez, a aproveitar todos os bocadinhos, todas as coisas boas! E assim vou construindo o meu castelo!

Poetic GIRL said...

Magic Woman: Obrigada, desejo-te o mesmo! Que nos calhe coisas boas... bjs

Poetic GIRL said...

Ana: Tal e qual o que senti! Faz parecer os nossos problemas uma insignificância, faz-me sentir culpada por ás vezes andar por aí tristonha quando há tanta gente bem pior que eu! beijo grande

Poetic GIRL said...

Olhos Dourados: Pois não, é mesmo uma incógnita.bjs

Poetic GIRL said...

izzie: Se soubessemos o que vamos viver amanhã nunca o viveriamos da mesma forma. Acho que não o gostaria de saber, nunca, quer seja para o bem, quer seja para o mal, prefiro não saber. bjs

Poetic GIRL said...

ANF: Vais ver que sim vai correr bem! Pensamento positivo querida, e não estás sózinha. Nós estamos cá para te dar muita força! bjs

Poetic GIRL said...

Pérola: É o que eu tenho feito também. Sem grandes ondas, sem grandes planos, viver apenas no significado da palavra! bjs

Patty said...

Eu aprendi que devemos viver um dia de cada vez. É assim que eu tento viver, se não o fizesse acho que já tinha dado em doida.
Bjocas
Patty

Poetic GIRL said...

Patty: Eu estou a fazer isso também agora, não quero, recuso-me a pensar no amanhã... vivo o hoje, amanhã logo se vê... bjs