Pages

Wednesday, May 26, 2010

VOCÊ

Meus queridos,

Um "anónimo querido" chamou-me a atenção para o facto de nos meus posts frequentemente eu escrever mal a palavra você ou vocês (escrevia voçês ou voçê) e pelos vistos nenhum de vocês deram pelo meu "grave erro". Sinceramente agradeço o reparo mas não me agradou o tom que o mesmo foi feito, nem gostei que se escondesse por trás do anonimato. Nunca em momento algum neste blog demonstrei ter pretensões de ser sabedora de tudo, aliás sou a primeira a reconhecer que tenho muito que aprender ainda. Sim leio muito, tem razão o anónimo em questão, pareceu estar bastante informado da minha cultura, mas se estivesse um bocadinho mais atento talvez também verificasse que leio sim, mas maioritariamente em inglês e além de que muitas vezes quando estamos a ler e nos envolvemos no conteúdo há pormenores que não conseguimos discernir. Errei sim, agradeço sinceramente que sempre que reparem em algum erro me chamem a atenção, mas não é de bom tom referir-se a esse erro como se se tratasse de um erro gravíssimo.
O anónimo quer que eu corrija todos os posts em que este erro aparece, pois lamento mas não o irei fazer. A partir de agora estarei mais atenta, tentarei não cometer o erro novamente, mas corrigir o que está para trás não o farei. Seria como o ocultar, apagar uma falha minha, e eu estou longe de ser perfeita, por isso os posts se manterão tal e qual. Já agora também informo que aceito de bom grado a oferta do dicionário em português, daqueles bem bonitos, de preferência ilustrado pode ser? É que realmente o meu está velhinho, já me acompanha desde os meus tempos de estudante e está realmente na hora de ser substituído por um mais bonito e mais actual também.
Lamento que as pessoas na ânsia de tentarem demonstrar a sua superioridade cultural em relação aos outros, se esqueçam que não somos perfeitos, que antes de apontar o dedo pensem na melhor forma de o fazer. Não estou aqui a esconder-me por trás de alguma forma de superioridade, nem tão pouco acho que sei mais do que os outros, pois sei que não sei. Sou humana, erro. É um erro que poderia ter sido facilmente identificado mas por qualquer razão não foi detectado antes. Não tenho prazer nenhum em andar a denegrir a gramática portuguesa, longe de mim querer isso. Recorro sempre a ferramentas de correcção que pelos vistos no caso do "você" ou "vocês" não se demonstraram eficazes. Fica a promessa de que daqui para a frente estarei mais atenta, tentarei não cometer o mesmo erro ou outros que eventualmente posso dar. E era isto que queria dizer em relação a este assunto, que como vê querido (a) anónimo até deu origem a um post e tudo! Espero que fique contente." Bela

P.S. Não se esqueçam do desafio que lancei neste post
TEMA: Poesia
Prazo das participações: Todo o mês de Junho
Enviar para : justmepoeticgirl@gmail.com
Resultados serão anunciados a 17 de Julho

15 comments:

Ana said...

Realmente... já li o comentário e o tom não é lá muito agradável não. A arrogância está lá chapadinha.
Eu já disse num post meu que não gosto de gente que não gosta de aprender, e tal como tu dizes aqui, também disse por lá que agradecia que me corrigissem sempre que necessário. Agora, usar um discursozinho pedante, e ainda por cima anonimamente, é coisinha para lhe tirar toda e qualquer credibilidade.

Poetic GIRL said...

Ana: Eu também agradeço que me digam, agora não admito é aquele tom. Além de que ninguém é dono da razão para a impôr sobre os outros, principalmente se se escondeu por detrás do anonimato. Errei sim, não me tinha apercedido. Admito. Agora há formas e formas de se dizer as coisas. bjs

Olga said...

Vou lá ler. Todos nós damos erros porque quando estamos a escrever, muitas vezes estamos concentrados naquilo que queremos transmitir e não na forma correcta das palavras. Eu peço sempre ao meu Nâni para vir corrigir as minhas publicações pois muitas vezes penso mais rápido do que os meus dedos escrevem. Quanto ao teu erro, sinceramente não dei por ele, para dar conta de um erro terias de errar toda a frase (lol) porque quando estamos a ler algo queremos é seguir a ideia ou os pensamentos da outra pessoa, não estamos a ler com a intenção de apanhar uma falha da outra pessoa. Acho muito desagradável esse tipo de comentários, já tive um assim e andei aborrecida e triste com o que li. Não fiques por favor: os cães ladram e a caravana passa. Beijinhos.

Poetic GIRL said...

Olga: Sim é mesmo como tu dizes, às vezes estamos tão concentrados que realmente por mais que estejamos atentos não damos pelos erros. Mas mesmo assim eu uso sempre corrector e não sei como essa palavra me escapou. Mas a Izzie disse-me que há correctores que não reconhecem as acentuações... triste não fiquei, mas pelo tom de voz até parece que ando para aí a apregoar que sou a prima dona da escrita. Nunca tive pretensões a isso! beijinhos querida

Anonymous said...

Vamos por partes:
1. herrar é umano e todos nós herramos. Certo? Certíssimo. Voçê errou como eu já herrei milhares de vezes.
2. por um errinho de caca nem merecia a pena ter-me dedicado um post. Deixar passar a caravana é de bom tom. Deixar os cães ladrar, ainda mais, para que os coitados se façam ouvir. Agora ladrar juntamente com eles, aí não, a coisa fica feia (peço desculpa pelo termo "ladrar", mas, voÇê como pessoa culta e inteligente certamente achará a palavra certa).
3. Pior do que a arrogância (???) é a falsa modéstia...
4. Posso ladrar mais um pouquinho?
5. auau auau auau auauauauauaua
6. E que passe a ilustre e culta caravana, mas sem alarde ...
7. E que não leve na bagagem a falsa modéstia. Ora, mas não se vê, vai dentro das malas ... mas o cheiro sempre escapa ...

saudações

ps(ttttttt) quanto ao dicionário mando para que endereço?

Anne said...

pelo amor da santa há pessoas que não se tocam.

e por acaso nunca tinha reparado, não que isso faça de mim uma desconhecedora do português escrito, para ser mais correcta, mas sim porque de cada vez que leio um post faço-o no sentido de absorver a ideia retratada no mesmo. e erros todos cometem, se é esse apenas o teu erro enquanto pessoa então realmente não é grave, nem sequer significante. tomara muitos poderem errar assim.
além disso que eu saiba não prejudicaste ninguém nem tão pouco repudiaste a dignidade dos que por aqui passam. a mim parece-me um bocado exacerbado por parte da pessoa que te chamou a atenção de forma pouco construtiva preocupar-se com pormenores insignificantes desses que em nada contribuem para a felicidade ou infelicidade dos que por aqui passam. além disso há formas e formas de criticar.
há que saber fazê-lo.

um beijão querida. temos de combinar um cafézito um dia destes... :)

Meio Cheio said...

Ai adoro anónimos e a sua prepotencia de entidade divina...têm sempre comentários profundos (e labregos). Foi um bom reparo...muito bem feito, optimo já aprendes-te algo novo e ele fez a boa acção do dia...mas ele que se cure --'

Vê o lost miuda...vale sempre a pena...foram 6 anos à espera do final, que nunca seria perfeito porque havia muitos pontos de vista e muitos assuntos para resolver. Mas a série é boa, indiscutivelmente (não conto o final não...até porque terias que ter visto a ultima temporada para entender =P)
Beijo*

Loucuras de e por amor said...

Este anónimo deve andar é com falta de conversa! De certo é homem, porque se fosse mulher não se daria ao trabalho de fazer esse tipo de comentários!
Um conselho: deixa-o ladrar, porque deve ser só isso que ele sabe fazer!
Não ligues aos erros, mesmo que a palavra não esteja bem escrita de certo quem te lê percebe o que lá está escrito!
Errar é humano!

Big kiss

izzie said...

Este anónimo é um must... e veio reencaminhado do meu blogue!
Upa, upa!
Transformo simples leitores em litteratos frustrados. Haverá algo de errado comigo? Acho que vou escrever à Revista Maria... mas com um dicionário ao lado, claro!

E não há nada como rir, certo?

Beijinho,

Patty said...

Sinceramente, eu só aceito comentários de pessoas que se identificam, alterei nas definições dos comentários essa parte.
Porque será que esta pessoa não se identifica, o que tem a esconder?
Não ligues a comentários anónimos, não merecem essa atenção.
Bjocas
Patty

Natália Augusto said...

Olá Bela,

por defeito de profissão, já tinha dado por esse e outros erros (como Á, quando o correcto é À), mas nunca corrijo ou imponho a correcção dos erros porque afinal não conheço bem as pessoas, nem se vão receber bem a minha intromissão.
Continua a ler e a escrever pois só assim aprendemos mais.

Muitos beijos

Sophie said...

Não fui eu, mas se tivesse visto, se calhar também chamaria a atenção.
Odeio ver textos com erros... Buah x)

É isso.
O meu blog terá novidades brevemente :p
ehheh

beijinho *

Isabel said...

Posso fazer um reparo? Com todo o respeito: não se responde a anónimos! :) Não existem pessoas anónimas e as que se escondem por trás do anonimato não são dignas de respeito, porque o respeito conquista-se na valentia, correcto?!

E mandar calinadas e erros... culpa o bill gates. Que não faça correctores automáticos! :)

:P bjinhos

Deia said...

Também já me aconteceu o mesmo! Escrevi uma palavra qualquer mal e fui logo chamada à razão por um qualquer anónimo. É pena existir gente tão perfeita que dê pelo nome de anónimo! :)
bjs

pinguim said...

Eu adoro "anónimos"!!!!!!!!!
São todos corridos para uma secção especial que é o dos comentários não publicados.