Pages

Tuesday, July 20, 2010

Dentro de mim


 imagem daqui

"Esta semana encontro-me mais silenciosa. Vagueio por aí, aos poucos fazendo uma pequena instrospecção que já devia ter sido feita. Os sentimentos esses sempre ao rubro. As dúvidas que não me dão tréguas. O coração que ora encolhe ora dilata à mercê dos acontecimentos que se vão desenrolando a olhos vistos.
Encontro-me naquele patamar em que não estou calma, mas também não estou no meu estado normal. Quero acordar desta letargia que me envolve, preciso de me sentir viva. Pequenos pormenores propiciam aquela dor aguda que tão bem conheço, engulo em seco, ergo a cabeça, sorrio mais para convencer os outros que para me convencer a mim mesma. Preciso acordar, agarrar-me à âncora, para que seja puxada, para que seja libertada. Já engoli alguma àgua, já remei contra a maré, mas continuo à deriva. Alguém me segura? Bela"

34 comments:

Gingerbread Girl said...

Tu vais conseguir segurar-te sozinha. ;)

Força*

izzie said...

O que dizer eu ah?!...
Olha... seguramos-nos mutuamente, nas tempestades que nos apanham.
Sabes que o meu porto está no sitio de seu nome, com farol para ti.
Sabes que te dou tudo o que tenho, de coração.

E um beijinho para rematar,

Helga said...

Andar à deriva ás vezes é necessário. É nesse percurso que fazemos sem rumo, que muitas vezes nos encontramos, que reforçamos as nossas prioridades e que nos conhecemos mais um pouco. Eu estou aqui, no meu pequeno barco à vela, para o caso de precisares de apoio.

Um beijinho :)

Su said...

por vezes é preciso andar à deriva para se encontrar um rumo..e depois do encontrar, é vive-lo e ser feliz!

Beijinho *.*

Gonçalo said...

Compreendo as tuas palavras. Há uns dias atrás sentia o mesmo, talvez, e reergui-me à custa da minha força e da palavra. Os textos "Procuro-me" e "Personalidade Própria" são casos evidentes disso.

Quero-te bem :)

Um beijo*;)

Anjo De Cor said...

As vezes é necessário andar um pouco a deriva para fazer escolhas ;) não é um estado de animo confortavel espero que passe rápido ;) beijinhos*

Maria said...

Há muitos momentos desses na nossa vida. Temos que continuar a sorrir para os outros, mesmo que queirámos enganá-los.
Por que a vida é ingrata para algumas pessoas?

Beijinho

Maria said...

Há muitos momentos desses na nossa vida. Temos que continuar a sorrir para os outros, mesmo que queirámos enganá-los.
Por que a vida é ingrata para algumas pessoas?

Beijinho

pinguim said...

Só tu o poderás fazer e sabes isso muito bem...
E também acho que o vais fazer, a curto prazo e de forma satisfatória.

Robin K said...

Respondendo na mesma linha....quando estamos assim à deriva nesse redemoinho de pensamentos, às vezes, a melhor forma é deixarmo-nos ir ao fundo e sair por baixo.

De qualquer forma, se de alguma forma eu poder ajudar…….estende a mão.

Brown Eyes said...

Se alguém te segurar não vai ser duradouro, se tu te segurares poderá ser definitivo. Nunca esperes que alguém resolva os teus problemas senão avolumar-se-ão, não confies em ninguém para te fazer feliz, pôr a nossa vida nas mãos de alguém é pessimo. Confia apenas em ti para conseguires a felicidae. Beijinhos

Abstinencia de Palavras said...

Animo, seja o que for vais conseguir ultrapassar.. beijinhoss

Margarida said...

Como te compreendo :). O segredo, penso estar na força que deve sair de nós... Essa força, perdida algures nos recantos do teu coração, essa força que só poderás ver, encontrar e sentir, ao erguer a cabeça... ao aprender a depender de ti, apenas, fazer de ti própria, âncora...
Tenho a certeza que conseguirás :).

Beijinho

Mimi said...

Acho que todos nós temos essas fases; faz parte do morrer e renascer em cada dia. Não existem borrachas para apagar pedaços da nossa vida, mas existem correctores para corrigir algumas imperfeições. Por isso precisamos dessa introspecções, mesmo que elas nos deixem num estado mais cinzento.

Beijoca!

Robin K said...

Coincidências? Talvez.
Mas quem sabe expliquem o porquê de me identificar em muito do que escreves.

Obrigado pelos parabéns.

Beijinho

Fernanda said...

Segura-te bem! Vamos, força! :)

Beijinhos :)

Patty said...

Tu vais conseguir dar a volta por cima.
Bjocas
Patty

Poetic GIRL said...

Ginger: Sim vou, eu agarro-me com força, tem sido sempre assim quando ando à deriva, não me deixo afogar facilmente não! bjs

Poetic GIRL said...

Izzie: Acredita que sim que tem sido gratificante este apoio mútuo... bjs

Poetic GIRL said...

Helga: É isso mesmo, o reforçar de prioridades... bjs

Poetic GIRL said...

Su: Sim isso é verdade, o rumo só aparece depois de andarmos um pouco à deriva. bjs

Poetic GIRL said...

Gonçalo: Também te quero muito bem! É acho que este andar à deriva é mais frequente do que o que a gente imagina. bjs

Poetic GIRL said...

Anjo de COr: Por acaso não ando desanimada, mais talvez acomodada... bjs

Poetic GIRL said...

Maria: Sabes nunca encontrei resposta a essa pergunta. Porque será? parece que uns carregam tudo nos ombros. bjs

Poetic GIRL said...

Pinguim: Sim sei que apenas depende de mim, afinal de contar já antes o fiz! bjs

Poetic GIRL said...

Robin: Obrigada tens sido uma boa companhia por aqui! ;) gosto de te ter por cá, para mim isso acredita que já é muito. bjs

Poetic GIRL said...

Brown Eyes: Não tinha pensado nessa perspectiva, se me seguram a qualquer momento me largam não é? bjs

Poetic GIRL said...

Abstinência: É isso mesmo que é preciso, ânimo! bjs

Poetic GIRL said...

Margarida: Sim encontrarei essa força dentro de mim, essa chama que não se apaga. Já antes o fiz! bjs

Poetic GIRL said...

Mimi: Apagar a gente não pode, também não seria certo porque esses momentos fazem parte de nós. bjs

Poetic GIRL said...

Robin: Também me consigo ler na tua forma de escrever. bjs

Poetic GIRL said...

Fernanda: Já estou segura! bjs

Poetic GIRL said...

Patty: Obrigada! bjs

Olga said...

Acredita que consegues. A diferença é que tu vives a tua vida com as emoções ao rubro, mas isso também tem um lado bom, vives em dobro. Beijinhos. Vamos para cima!!