Pages

Monday, July 12, 2010

sabia...




"eu sabia que aquele estado de "as coisas até parece que agora estão a entrar nos eixos!" não iria durar muito... tem sempre que vir algo que me derruba, desta vez estou sem forças de ripostar, se me quiserem levar que me levem, se me quiserem afogar que me afoguem... tudo será preferível a esta mágoa que me tolda a garganta, como se tivesse ao redor do meus pescoço umas mãos que não me deixam respirar...."Bela

18 comments:

izzie said...

Vou te bater Poetic Maria...
E não falaste comigo?
Vou neste momento ter contigo...

Beijinho,

Robin K said...

A verdade é que por vezes, precisamos mesmo deixar de lutar. Perdemos as forças.
O importante é que elas voltem rapidamente.

Izzie said...

nunca se deve desistir. não é agora que o vais fazer.

Olga said...

Bela, não te esqueças que o que não nos mata fortalece-nos. Por favor não te deixes abater. Força!!

anf said...

Bem me parecia, mas como disse a Olga o que não no mata fortalece-nos e é assim que tens de olhar para a frente,
bjo
sabes onde costumo andar

Isa F said...

Esses livros devem ser mesmo bonitos, tenho que começar a ler qualquer dia..

Petra Pink said...

oh belita que se passa? beijo enorme

Fê-blue bird said...

Há sempre dias assim , mas o importante é que todos os dias são dias de Sol.
Um dia de cada vez! Certo?!

beijinhos

S* said...

Hum não te deixes abalar...

Ava said...

Querida Bela,

Arranca essas mãos do teu pescoço, deixa que o Sol te ilumine, te encha de energia para ripostar, para conquistar aquilo que Tu queres, e não deixar que te vençam.
Tu consegues Bela, és forte só tens que acreditar.

Beijinhos doces, Ava.

PS: E se precisares de um ombro amigo, tenho dois à tua disposição.

Maria said...

Bela, és demasiado jovem para ficares tão magoada.
Isso é para mim.
Beijo


P.S.: Prometo procurar-te e vamos tomar um café.

Poetic GIRL said...

Obrigada a todos pelo carinho, já passou! (o que vale é que estas coisas passam-me depressa) beijocas carregadas de amizade

Gi said...

Se porventura voltar a sentir-se desta maneira, escreve-me e eu por minha vez, retorno-lhe com um abraço virtual chei de carinho na esperança de consolar-te

beijo, beijo, beijo

caminhante said...

"eu sabia que aquele estado de "as coisas até parece que agora estão a entrar nos eixos!" não iria durar muito..."

esse é o nosso maior erro, querida.

a sociedade semeia [desde a nossa infância] esta sensação que a felicidade não dura para sempre. e nós temos até medo de ser felizes... sabe-se lá o pode nos vir "bater à porta".

mas é esse pensamento que faz com que estejamos sempre a cair. até que chega um dia e estamos exaustos. entregamos os pontos, como se costuma dizer, porque não temos mais forças para lutar.

o segredo é viver cada momento de felicidade sem receios. vencer o medo, acreditar que somos merecedores dessa felicidade. porque somos.

o fado deste país está incutido nos nossos genes... temos que nos libertar dele.

tenta viver uma hora de cada vez; se o dia te correu mesmo muito mal, procura uma coisa boa que tenha acontecido: um sorriso, um abraço, uma boa notícia... e sente-te grata por isso. mesmo em dias cinzentos, há sempre qualquer coisa de boa: estar viva, com saúde, ter uma cama para dormir e comida na mesa... pronto, temos motivos para comemorar o dia que nos correu tão mal.

assim, em vez de estarmos a dar mais energia ao negativo que nos aconteceu, estamos a atrair energia positiva à nossa vida. e no dia seguinte, o mesmo exercício. e nunca te esqueças de te dizer o quanto te amas: é essencial.

não te permitas afogar. para tudo há uma solução. acredita...

um beijinho cheio de luz :)

Brown Eyes said...

Bela cheguei tarde, já te passou esta tristeza e este desanimo mas, se voltar, ouve o que a caminhante te disse. Ela tem razão em tudo o que disse. Beijinhos

Poetic GIRL said...

Gi: Obrigada pelas tuas palavras. Prometo que o farei! bjs

Poetic GIRL said...

Caminhante: Essas tuas palavras foram luz para mim, muito obrigada! bjs

Poetic GIRL said...

Brown Eyes: Já me conheces, sabes que esse desânimo em mim dura pouco! beijoca grande