Pages

Tuesday, August 24, 2010

Por um triz....

"Ao palhaço que hoje de manhã me pregou um susto de morte, desejo sinceramente que passe um BOM DIA.
Enquanto acharem que os carros e as estradas são provas da sua masculinidade este País não vai com certeza para a frente.  Não há civismo, não há maneiras, não há nada. Há apenas o pensarem que a estrada é deles e que são donos dela. Quis o destino que por uma questão de milésimos de segundos o embate não se tenha dado, não apenas contra mim, mas contra mais dois carros. Como foi não sei explicar, sei apenas que o meu coração me saltava enquanto olhava pelo retrovisor e me sentia encurralada. 
Confesso que não há nada que tema mais do que grandes máquinas em mentes pequenas." 




19 comments:

T. said...

Compreendo-te bem. Estive envolvida em dois acidentes, num ano. Ganhei um medo a conduzir. Seja em auto-estrada, seja onde for. Tremo toda.

O irónico é que esses "selvagens" safam-se sempre.

Beijinhos

Suspiro said...

Eu sei bem o que é isso... É cada coisa que se vê na estrada. beijocas

Daniel said...

Pois, agora é que disseste bem "maquinas grandes em mentes pequenas" é o que mais há por aí. Um carro não é diferente de uma arma, e uma carta de condução acaba por ser uma licença de porte de arma. Infelizmente dá-se esta licença a qualquer um que saiba manobrar um carro (diferente de saber conduzir). Acho que deviam haver testes de avaliação psicológica antes de se dar uma grande responsabilidade a pessoas irresponsáveis. Também tenho muito medo de andar na estrada, mil vezes o avião. Ainda bem que não te aconteceu nada.

Gonçalo said...

Há pessoas que não devem ter visto as notícias de hoje na A25. Ainda por cima tu que tens um bolinhas tão catita :)

Beijinhos***

pinguim said...

Faz-me lembrar aquelas situações, que até são bastante frequentes de quando vamos a ultrapassar normalmente outro carro numa auto estrada, e aparece uma "máquina dessas" colada a nós com os máximos a piscar, exigindo passagem imediata; por vezes, e de propósito demoro um pouco mais a ultrapassagem, só para chatear...

Paula said...

E eu fiquei lixada quando ontem me fecharam o blogue pelo dia a fora... graças a Deus já mo repuseram novamente... tinha sido engano... HAJA PACIÊNCIA!!!

Beijocas doces****

Deia said...

Tens razão existem muitos palhaços de estrada. Infelizmente existem muitas vítimas mortais por causa das palhaçadas deles.

Ainda bem que te safaste!

bjs

Paula said...

Presente para ti no meu blogue***

Isa F said...

"Grandes máquinas em mentes pequenas" muito bem dito, é que é mesmo isso!
Hoje vi na revista Sábado um milionário russo que foi multado por ir a 290km/h na estrada, com um mercedes que ia até aos 317km/h portanto ve lá... é um bom exemplo disso que disseste.
É preciso muito cuidado, os acidentes são cada vez mais frequentes.

Poetic GIRL said...

T.: Pois é nós estamos descansados na nossa vida e aparecem estes animais pela frente. Sinceramente às vezes parece-me uma selva, cada um por si, para quê a pressa? bjs

Poetic GIRL said...

Suspiro: Não sou uma pessoa medrosa, mas quando tenho um carro nas mãos torno-me. Principalmente se tiver à minha responsabilidade o transporte de terceiros, levo isso demasiado a sério... bjs

Poetic GIRL said...

Daniel: Também prefiro mil vezes o avião. Felizmente não aconteceu nada, não sei como sinceramente, que ele parou a milimetros de mim, e queres saber a ironia? No mesmo sitio onde tive os outros dois acidentes... será karma? bjs

Poetic GIRL said...

Gonçalo: Nem com o infortunio dos outros as pessoas aprendem infelizmente. Pois já viste logo o meu bolinhas não é? Diz lá até estavas confortável no nosso passeio não estavas? Quando fomos ver o mar, lol.... bjs

Poetic GIRL said...

Pinguim: Nem me fales nas ultrapassagens, parece que ninguém gosta de ser ultrapassado. Eu cá nem quero saber, que passem todos, mas que me deixem sossegadita. bjs

Poetic GIRL said...

Paula: Fecharam-te o blogue? Porquê, quem foram os malvados? obrigada pelo miminho! bjs

Poetic GIRL said...

Deia: Infelizmente os inocentes continuam a pagar... bjs

Poetic GIRL said...

Isa F: É tão triste isto, deviam antes de dar a carta incutir civismo nas pessoas... isto mata será que não entendem? bjs

Gonçalo said...

Mar, vi pouco. Mas fizemos a festa dentro do carro (mesmo que isto soe um pouco mal)

:P

Beijinhos***

Maria said...

A última frase está demais!
Sabes que, dia para dia, temo mais pela vida de quem vai comigo que pela minha própria vida.
E, dia para dia vou conduzindo mais devagar.
Como tu, o meu cuidado é muito maior quando levo pessoas comigo.
Quando saio de casa, de carro, principalmente quando vou trabalhar, peço a Deus que me proteja e à minha família.
Andar nas estradas não é fácil.

Beijinho