Pages

Friday, September 17, 2010

Sexta-feira...

"Não gosto de sextas feiras. Os dois dias piores da minha vida eram sextas feiras. Por isso estou sempre ansiosa por me ver no sossego do meu Lar.
Hoje Braga esteve um caos. Nunca vi a cidade assim tão à beira de um ataque de nervos. Confesso que houve uma altura que me apeteceu encostar o carro e seguir a pé. Sinceramente não sei como não me bateram. 
Uma chuvada forte de repente, causou uma confusão em todas as artérias da cidade. Não havia como fugir. Confesso que não sou muito paciente e sinto-me ligeiramente encurralada. E não gosto nada da sensação! Estava mesmo com medo, incrível como se perde o controlo das coisas de um momento para o outro. Instala-se o pânico, as pessoas não são pacientes, tolerantes, todos querem ser donos da razão, não cedem, não são capazes de um pouco de civismo .Eu compreendo todos queremos chegar ao nosso destino, mas quando nos encontramos encurralados por carros de todos os lados, de que adianta esbracejar, chamar nomes, apitar? Que mundo vivemos hoje, que toda a gente tem pavio curto? Bela"




P. S. Hoje farias 29 anos. Pensas que me esquecia do teu dia? Nunca. Só queria que cá estivesses para soprarmos as tuas velas. Como seria a nossa vida hoje?

14 comments:

Paula said...

É complicado as pessoas manterem as suas calmas nos dias de hoje...

E os meus sentimentos...

Beijocas doces***

Maria said...

O pior do temporal foi quando cheguei a casa depois do café.
E fui à missa.

Quanto à pessoa que completaria 29 anos, certamente que está-te grata na mesma pela recordação.
Está em paz. Porque, aqui neste Planeta de todos e que não pertence a ninguém não há paz. E mostraste neste post, na falta de respeito,paciência e civismo das pessoas.
Beijinho

MagicWoman said...

Espero que agora, esteja tudo melhor.

A vida é feita de momentos, bons e maus... acredito que os bons superam sp os maus!!

kiss

Petra Pink said...

em momentos de stress as pessoas ganham uma agressividade doida, as vezes viram animais!

Gi said...

Quando leio outras histórias, quando vejo o que outras pessoas passaram, me sinto tão pequena... Impotente, incapaz de fazer com que a dor diminua... Só posso lhe oferecer meu ombro em todas as sextas-feiras... Te adoro querida amiga.

beijo, beijo, beijo

Fatinha said...

Sei o que é isso. Já conduzi em situação semelhante, e sou como tu, não entendo o stress de certos condutores! Mas há que ter sangue frio nestas situações, ser o mais racional possivel. bjs

Poetic GIRL said...

Paula: Tive mesmo medo. Felizmente não aconteceu nada, mas chegou para sentir uma pontinha de pânico, bjs

Poetic GIRL said...

Maria: Cada vez mais vivemos rodeados disso mesmo, falta de civismo, de respeito. È triste! bjs

Poetic GIRL said...

Magic Woman: Sim agora está tudo bem! beijoca

Poetic GIRL said...

Petra: Viram animais mesmo! bjs

Poetic GIRL said...

Gi: Soube bem receber esse ombro. Meu está sempre disponível também! bjs

Poetic GIRL said...

Fatinha: É temos que manter a serenidade pelo menos nós, senão o caos ainda era maior, bjs

caminhante said...

não só as sextas que me irritam, são todos os dias da semana, com a excepção do sábado e do domingo. nestes dias, a cidade está sozinha.

todos os dias é uma luta para entrar no autocarro, outra luta para chegar
ao meio do autocarro e, quando lá chego... autocarro vazio, com lugares sentados vazios, espaços vazios. só dá vontade de olhar para trás e berrar como se não existisse amanhã e encher o povo de BURRO!

é por isso que eu gosto de fim-de-semana ;)

bom fds...

caminhante said...

esqueci de dizer que, sim... eu tenho o pavio curto :|