Pages

Thursday, October 7, 2010

That's life

"As pessoas afastam-se. Depois um dia acordam e vêm assim de mansinho. Ingenuamente ou não, acham que basta chegar, que as receberemos novamente de braços abertos. Mas esquecem-se de uma coisa fulcral nisto dos relacionamentos, a gente deixa-as ir, não queremos cá prender ninguém, mas agora voltar... voltar já é  outro assunto. Afinal quem escolheu partir?" Bela

15 comments:

izzie said...

Concordo plenamente...

Beijinho amiga
(temos que falar...)

anf said...

Concordo,

bjo

Carla said...

Quem diz adeus uma vez, pode muito bem voltar a dizer mais umas quantas vezes...e como tal, só se cai no buraco uma vez, a partir daí é por falta de amor próprio.
Beijinhos*

Gonçalo said...

Há pessoas que acham que o amor a dois pode substituir a amizade de um grupo. Puro engano! O amor pode acabar e a amizade só existe uma vez. O adeus pode mesmo tornar-se irreversível...

Bom texto, boas reflexões :)

Beijinho grande *;)

Paula NoGuerra said...

Eu aprendi uma coisa fulcral: as pessoas (sejam elas em relacionamente entre homem ou mulher, amizades ou mesmo entre familiares) acham que podem magoar os outros e depois com o passar do tempo, essa dor desaparece assim como um processo no tribunal que prescreve passado um determinado tempo... pois atenção que não é assim que funciona!
Há coisas que mudam... para sempre!

Brown Eyes said...

ahahahah Pois é Bela, voltar já depende de nós. Vão e voltam consoante o interesse esquecem-se que os outros têm vontade. Beijinhos

Ana said...

Há quem ache que pode pôr e dispor do espaço que um dia ocupou na nossa vida...

beijos

Last Angel said...

Infelizmente há muita gente assim. E nessas coisas sou uma ''fraca'', por mais que chore, sofra ou me encha de raiva, acabo sempre por ceder e então volto a sofrer pela partida e depois pelo regresso...

Martini Bianco said...

Também é preciso saber a razão porque partiram. A minha vida é um pouco assim, de partidas e chegadas, nem sempre constantes, mas quem me conhece bem, sabe que essas ausências têm um motivo.

Gi said...

Me afasto tristemente sem dizer adeus. Acontece comigo... As vezes vou, outras vezes deixo ir... O tempo me leva para longe e é a saudade que me faz regressar...

beijo.

Gi said...

Me afasto tristemente sem dizer adeus. Acontece comigo... As vezes vou, outras vezes deixo ir... O tempo me leva para longe e é a saudade que me faz regressar...

beijo.

BS of Life said...

Normalmente as pessoas querem voltar quando a vida lhes correu mal.

Comigo não funciona! :)

Magnoria said...

A questão não é o que essa pessoa faz minha querida, é o que tu deixas que ela faça. Voltar nem sempre é uma coisa negativa, ás vezes estamos até mais atentos para que as coisas decorram de forma diferente, quem sabe para melhor?

Pepita Chocolate said...

Não imaginas o quanto eu gostei deste teu texto. E fez-me pensar nas pessoas que voltam quando lhes dá jeito, e ao que nos teriam poupado se nunca tivessem partido. Mas a vida é isto mesmo.

Beijoca!

caminhante said...

e quem escolheu ficar? tu, querida. e és tu que importas. mais ninguém.

[não é egoísmo... é auto-estima]

bjinhoƸ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ