Pages

Wednesday, March 9, 2011

Gritos...

"Por vezes nem eu própria escuto os gritos mudos que dou. Ignoro-os, recalco-os para o fundo do meu ser. Ignorar em vez de combater, parece ser esse o lema. Abafar em vez de lançar ao vento. Gritar para dentro, apenas gritar mesmo que a voz não emita sons. Selo meus lábios em conspiração de segredos apenas meus, das partilhas alheias que cada vez me dizem menos e menos. 
O egoísmo dilacera-me a alma, não tenho natureza egoísta, sempre fui pelas partilhas e onde isso me levou? A lugar nenhum, estou exactamente no lugar onde sempre estive... tenho que aprender a escutar os meus gritos mudos para assim acordar desta letargia que me mantém prisioneira, uma alma encarcerada dentro de um corpo que a maior parte das vezes não é onde queria estar..." Bela

10 comments:

izzie said...

Aaaai o teu último parágrafo... :)

Beijinho,

Manuela said...

Querida Bela, já passei essa fase de gritar para dentro, que foi algo longa, na minha vida...
Beijinhos

Paula NoGuerra said...

Já foste buscar a tua prendinha que deixei para ti no meu blogue?

VÁ TOCA A SORRIR!

Bjs super doces***

Martini Bianco said...

Relaciono os gritos mudos com os choros invisiveis. Existem mais do que aqueles que ouvimos/vemos.

Muito bem visto

bjs

Gi said...

O egoísmo flerta com todos nós, as vezes penso que seria mais saudável simplesmente me deixar levar...

beijo, beijo, beijo

Petra Pink said...

Querida, gritar para dentro nunca, mas nunca foi de forma alguma uma boa estratégia.
E se o egoismo dos outros nos magoa, as vezes em vez de darmos a outra face para bater, pagar na mesma moeda pode ser uma forma de lhes abrir os olhos....
Há vida para além de certos umbigos...
Um beijo meu docinho de côco.

Maria said...

Tens de extravasar esse teu interior dorido e sofredor.
E nem smepre devemos confiar naqueles que parecem ser nossos aliados.


beijinho

Patty said...

Grita para todos ouvirem!
Espero que já estejas melhor.
Bjocas

Pérola Negra said...

Como te percebo... Gritos mudos, sei bem o que são! Força querida! Sabes onde estou, sempre que precisares.
Beijo grande

Brown Eyes said...

Nós passamos a vida a aprender e a emendar as nossas atitudes. Quantas vezes sabemos que estamos a errar, que estamos a fazer algo que não é bom para nós e continuamos? Muitas mas é com o erro que aprendemos. O grito chegará e bem forte. Beijinhos