Pages

Wednesday, May 11, 2011

No entrance

imagem daqui

"a vida é mesmo assim, por vezes deixa-nos ficar à porta. Que resta então? Encontrar outra porta onde bater, onde nos deixem entrar e alojar. Não será o amor assim?  Quando julgamos ter encontrado a porta para a qual encontrámos a chave, a fechadura não cede. Espreitámos e vemos que chegámos tarde, já se encontra ocupado. Será fácil rumar até outra porta quando o nosso coração ainda palpita por aquela fechada? Seguro a chave na minha mão, relutante, volto a guardá-la. Ainda não foi desta vez que consegui abrir a fechadura... "

11 comments:

Eva Gonçalves said...

Temos todas os nossos elefantes(e els também, agora estava a ser sexista bolas!), a nossa bagagem que nos acompanha... já sabes que sinto o mesmo, ainda tenho na mão uma chave mas ela não cabe na fechadura que entrtanto foi mudada... m o pior mesmo é quando nos pedem para abrir a porta, e por mais que queiramos abrir e deixar entrar, ela recusa-se a abrir, porque entregaste a única chave à única pessoa que não a quer abrir... and so, percorremos as vielas de elefante na trela. Consta que ele vai mingando com o tempo, mas ou eu estou miope, ou continua do mesmo tamanho, talvez eu esteja a precisar de inverter a lupa, rrrrrsssss (essa imagem está linda, linda... até me deu uma ideia para uma história, quem sabe, a tua, :))Um beijinho grande

Petra said...

Mas guarda a chave num lugar que só tu saibas....... Podes um dia poder conseguir abrir essa porta.

Brown Eyes said...

Bela se nos preocuparmos demasiado com algo levamos a que esse algo não corra como devia. Recordo-me de há uns anos atrás andar super preocupada com a minha magreza. Andava muito magra e nada me engordava. Cheguei a comer doces dias a fio e nada. Não conseguia olhar-me ao espelho. Entretanto surgiram na minha vida outras coisas que me fizeram esquecer a magreza, ocupei o meu cerebro e quando dei conta a magreza tinha desaparecido. Tudo na nossa vida é assim, nada deve preocuparmo-nos mais do que merece e acaba tudo por, pouco a pouco, entrar nos eixos. Um dia a chave abrirá uma porta é só esqueceres que a tens. Beijinhos e espero que tudo te esteja a correr bem.

Manuela said...

Querida Bela, e um dia quando menos esperares encontras a fechadura onde cabe na perfeição a tua chave e o lugar está mesmo, mesmo à tua espera...

cantinho said...

Há sempre uma porta que se abre...Tudo depende da nossa vontade em a abrir.

Beijinho

Sofia Azevedo said...

Não deites a chave fora, jamais. A oportunidade pode surgir e a porta abrir-se.

Patty said...

Acho que vai chegar a altura certa para abrir a fechadura ;). Mas pode haver outra fechadura à espera de ser aberta e não a estarem a ver. Temos de manter a mente aberta, a nossa felicidade pode estar bem perto de nós e não a vermos.
bjocas

Anjo De Cor said...

Quando menos esperares essa chave vai abrir uma única fechadura ;)
Beijinhos ;) e bom fds*

Gi said...

Faz um tempo já que não sinto uma chave à mão, acho que gostaria de tê-la nem que fosse para me manter ocupada a dar com a testa na porta fechada...

beijo, beijo, beijo

Paula NoGuerra said...

Há um miminho para ti no meu blogue!

Bjs doces***

Fê-blue bird said...

Nem sempre a chave abre à primeira, às vezes temos que tentar uma e outra vez.

beijinhos