Pages

Sunday, May 29, 2011

Solidariedade

O segredo da nossa passagem por esta vida está na nossa capacidade de darmos sem esperarmos nada em troca. Muito embora não seja sempre assim, consigo ainda vislumbrar uma luz no fundo do túnel. Ontem depois de ajudar no Banco Alimentar mais propriamente no armazém posso dizer muito sinceramente que ainda há gente que ajuda só pelo prazer de ajudar. Gente anónima, gente que se entrega a uma causa de corpo e alma. Jovens, adultos, idosos e crianças tudo a trabalhar em prole de uma causa em que todos acreditam, em que todos comunham da mesma vontade de ajudar.
O cansaço físico é enorme, mas a alma essa transborda de uma felicidade indescrítivel. O arregaçar de mangas em uníssono, com a partilha de entre-ajuda faz-nos acreditar que este mundo talvez ainda não esteja totalmente irremediado. Ainda há gente que larga a sua vida pessoal, a sua própria família, para poder contribuir para uma causa que nos dias que correm auxilia famílias necessitadas. Todo o cansaço dissipa-se quando pensámos naqueles que irão receber o fruto do trabalho deste dia, esperamos todos os que estavam naquele armazém ontem e em tantos outros por esse país fora, podermos com os nossos gestos trazer um pouco mais de calor à vida dessas pessoas. A todos os que contribuíram, que de alguma forma marcaram esta data, provavelmente não se encontram palavras de agradecimento. Da minha parte, apenas tenho a dizer que nunca me custou tanto abandonar um lugar, a vontade de ficar até ao fecho dos fechos era enorme, mas a vida essa não espera por nós, e por mais vontade que a gente tenha de ainda dar mais e mais, as nossas responsabilidades também chamam por nós. Fica a promessa de voltar, com mais tempo, com mais garra e com mais vontade ainda de abraçar o próximo contribuíndo para uma causa como esta.

13 comments:

Eva Gonçalves said...

:) Sabes que o voluntário recebe sempre bem mais do que dá, mesmo se der imenso!! Tens razão... felizmente, ainda há quem ofereça o seu tempo e a sua disponibilidade para ajudar quem precisa. Beijinho grande

Petra said...

Fica-se de alma lavada e com o sentimento de que se fez algo pelo próximo... pelo mundo... e para o melhorar.... um beijo querida amiga.

Naná said...

Eu queria poder fazer mais do que meramente contribuir com alimentos. Ainda não é o momento oportuno para poder dedicar-me ao voluntariado, mas quando o meu filho for mais crescido, sim irei arregaçar mangas e até o levo comigo, para ele aprender o que é a generosidade real, palpável!

Gi_Corrêa said...

É faz-nos muito bem, fazer o bem... Das coisas que fazia como escoteira esta é, sem sombra de dúvida, a sensação de que tenho mais saudade.

beijo, beijo, beijo

Sofia Azevedo said...

Costumo participar na distribuição de mantas aos sem-abrigo no Inverno. É como dizes, indescritível...

Pérola Negra said...

Dar é receber! Por isso participo sempre em campanhas, faço voluntariado e ajudo quem posso... Não há sensação melhor! Beijinhos minha querida

pinguim said...

É um trabalho muito meritório, que eu, como cidadão te agradeço.

cantinho said...

E cada vez mais se vê famílias a precisarem de ajuda.
És uma pessoa especial.
Deus te dará a recompensa.


Beijinho

lin said...

pretty good post. I lawful stumbled upon your blog and wanted to command that I get really enjoyed reading your blog posts. Any condition I’ ll be subscribing to your maintain and I hope you despatch again soon Wedding Dresses 2011 .

Vera, a Loira said...

Estavas lá de corpo e alma e isso é o mais importante.

Vera, a Loira said...

Estavas lá de corpo e alma e isso é o mais importante.

Vera, a Loira said...

Estavas lá de corpo e alma e isso é o mais importante.

Bloguótico said...

Quanto mais nos agarramos a uma causa mais queremos lutar por ela, verdade! És um exemplo! Parabéns! :)