Pages

Friday, July 1, 2011

Armadura

Criei esta espécie de armadura onde encarcerei o meu coração. Julgando eu ser esta a fórmula mágica para o sofrimento que tantas vezes consome o meu peito. Ilusão utópica a minha, a armadura não se tornou eficaz, ficou tão mal soldada que todas as emoções externas continuam a provocar a mesma comoção dentro de mim.
Queria a indiferença dos males do mundo, dos males dos outros, mas continuam a assombrar a minha alma, o meu sono. Eu não tenho soluções milagrosas para as dores dos outros, mal comporto as minhas dores eu mesma. Isolo-me dos sentimentos que fazem-me sentir incapaz de lidar com as dores alheias. Envolvo surdamente os intervenientes no meu olhar, aconchegando-os ao meu peito, dando o colo que não sentem fisicamente. Não sei lidar com as dores dos outros, dilaceram-me por dentro. Sei apenas lidar com as minhas dores e quando perguntam-me como consigo, qual a minha fórmula, encolho os ombros e sorrio apenas. Nem seu sei responder, porque não as consegui vencer, apenas as aprisionei dentro da minha armadura. 

10 comments:

izzie said...

Ai amiga querida!
É por estas e por outras que dizem que somos "irmãs"... :)
As tuas palavras fizeram-me tremer e aqueceram-me o coração.

Não estamos sozinhas!

Beijinho com saudades,

Paula NoGuerra said...

Eu tb sou assim... depois quero ajudar toda a gente e acho que consigo mas, é como tu mesma dizes, mal consigo lidar com as minhas. Mas fico contente quando consigo ajudar alguém... mesmo que esse alguém não seja eu ;D

Uma beijoca doce e muita força SEMPRE!

Eva Gonçalves said...

Tem piada, eu não sou mesmo nada assim... Lido bem com a dor dos outros, talvez pela formação, e as minhas, fui aprendendo a encará-las em solidão, mas sem as negar... sobrevivo carregando-as todas... simplesmente, porque tem de ser... As armaduras também impedem as dores de serem libertadas. É uma defesa como outra qualquer, mas ela precisa de ser permeável :) beijinhos

Morah said...

Já tive uma "armadura" dessas ou parecida... Só me trouxe desgostos...

Faz um bem a ti mesma, perde o medo do que possa entrar e destrói isso por completo. Serás de certeza uma pessoa mais livre com os sentimentos mais definidos e com um sorriso mais leve.

Vera, a Loira said...

Como te compreendo. Espero que estejas bem minha querida.

Malena said...

Um coração "de verdade" não consegue manter-se dentro de uma armadura! Parece mau mas não é! É sinal de sensibilidade... :)

cantinho said...

Beijinho

Joana M. said...

Espero que haja quem a faça ruir, à armadura. No bom sentido.

Eu.. eu regressei :)

Petra said...

Minha querida, só espero que essa armadura não te magoe mais...... Aos poucos deixará de te prender o coração... Sim porque prende.

Brown Eyes said...

Sabes vence-las, todos aprendemos a faze-lo, se assim não fosse não consegui-as aprisiona-las, elas saltavam à mínima distracção
Beijinhos