Pages

Tuesday, February 7, 2012

Semente

Quando plantei a minha  semente em ti fiquei à espera pacientemente que ela crescesse. E eu vi-a  crescer, vi a semente florescer. E fiquei feliz por saber que a minha semente era tão bem cuidada, estimada, amada. Sentia uma certeza que nunca iria ser descuidado o seu tratamento para com a minha semente que entretanto floresceu. Mas não cuidaste suficientemente bem da minha semente. Agora ela não é mais verde e colorida, agora é apenas um resquício do que já foi. Aos poucos foi privada da luz que precisava para viver, foi-lhe retirado os mimos, desculpa dizer-te  mas não soubeste cuidar da minha semente. 
Julguei que sabias que enquanto a minha semente vivesse dentro de ti eu viveria também. E aos poucos eu vou morrendo dentro de ti, aos poucos foste-me matando dentro de ti. Por isso hoje ao abrir a janela, arranquei de dentro de mim as sementes que ainda me restavam e esperei que o vento as levasse. Espero que cada uma delas encontre o caminho onde se alojar, espero que crescem na alma de quem me cuide, de quem me ame.... já que tu não me soubeste cuidar. E pior que uma semente que não chega a florescer, é uma semente que morre por falta de cuidados.

14 comments:

S* said...

Essa semente merece crescer, tornar-se flor e ficar viçosa.

Turista said...

Querida Poetic, por vezes há mesmo que abrir a janela e deixar voar as sementes ocas...

Sunshine said...

Felizmente poderás vir plantar a tua semente em terrenos mais profícuos, essa é a luz ao fundo do túnel da dor que te invade neste momento.
Um beijinho especial***

Daniel Silva (Lobinho) said...

"Por isso hoje ao abrir a janela, arranquei de dentro de mim as sementes que ainda me restavam e esperei que o vento as levasse."

Não basta existir. Há que existir para alguém. Todo o teu texto fala do Principezinho. "Tornaste-te responsável pela rosa". Mas se "a flor nao for regada todos os dias um bocadinho, ela murcha e morre".

Não devemos nunca pedir o amor de quem não o der gratuitamente. Por mais que custe (e custa), por mais que soframos (oh se sofremos). Está também em causa, nao apenas o resprito pelo outro (mesmo quando não o merece)mas também e sobretudo a nossa dignidade.

bjo amigo

Petra said...

Há vasos que não merecem a nossa semente querida poetic.... Beijo enorme e que as flores cresçam num lugar arejado e solarengo tal como tanto mereces.

Morah said...

Gostei muito do texto!

Identifico-me com ele e isso faz com que sinta uma certa empatia.

pedro ferreira said...

Olá Bela, espero sinceramente que essas sementes que o vento levou encontrem alguém que saiba cuidar delas. Essas sementes merecem encontrar uma terra fértil, que permitem que elas se transformem, para que na primavera possam mostrar as suas lindas flores.

Um abraço.

Brown Eyes said...

Tanta alma que não merece uma semente. Beijinhos

Blue star said...

Vim enviar 1 beijo directamente de terras de Mouros
=)
* * *

cantinho said...

Poetic, há sementes que se lançam pela janela e caem onde menos se espera.
Quem sabe alguém a vai apanhar e plantá-la no seu coração?

Pérola said...

Por vezes, ou quase sempre, o dar émelhor que o receber. E dar, sem nada esperar em troca: é divino.
Mas, como em tudo na vida, temos um prazo de validade. Não é nada poético, eu sei. Mas há coisas que mais vale desaparecerem da nossa vida antes que se transformam em plantas carnívoras e nos devorem a sensibilidade e tudo o aque de bom mora em nós.
Continua como és! A tua doçura é inegualável!

Gi_Corrêa said...

E eu penso o que será que acontece conosco que estás sempre a descrever sentimentos que já passaram pela minha cabeça? Como podes tu de tão longe descrevê-los com metáforas tão perfeitas?

Estava com saudade de estar aqui contigo...

Deia said...

Tenho cá passado quase diariamente para ver se tinhas algo novo. Vá lá poetic, volta com essas histórias que se sente a falta por cá.

Rita said...

Às vezes, por muito que tentemos, o que plantamos não floresce. Quando é por falta de cuidados, então mais vale arrancar mesmo. Porque dói mas não vale a pena...
E porque há alguém à espera delas, tenho a certeza.