Pages

Thursday, July 24, 2014

A alma do mundo

Como me doem as dores do mundo. Sou espectadora de uma realidade que não queria ver acontecer. Apetecia-me cada vez mais ter uma alma de eremita para me regufiar dos males do mundo.
 Que estamos afinal a fazer às vidas, às pessoas? Tanto progresso, tanta tecnologia, tanta maldade semeada pelas esquinas do mundo que me faz recear o viver. Será justo o viver, quando a morte nos entra todos os dias pelas janelas da informação? Oh mundo cruel que ceifas com o egocentrismo do homem tudo o que de bonito há!
E as crianças? oh pah crianças e animais partem-me o coração. E os adultos perguntam-me vocês? Pois esses que de desenrasquem, não são seres indefesos a quem é suposto protegermos e não deixarmos ser vitimas de um mundo cada vez mais mau. O que estamos a fazer ao mundo?

No comments: